MENU

Sem medalhões, Jadson é esperança tricolor para clássico contra Palmeiras

Sem medalhões, Jadson é esperança tricolor para clássico

Atualizado: Sexta-feira, 24 Fevereiro de 2012 as 11:14

Nada de Lucas, convocado para defender a Seleção Brasileira, Rogério Ceni ou Luis Fabiano, que estão lesionados. O São Paulo terá de encarar o Palmeiras sem seus medalhões, no domingo, às 16h (horário de Brasília), em Presidente Prudente. 

Esses jogadores fazem falta, claro, mas o meia Jadson promete preencher o vazio deixado por seus companheiros para, aos poucos, também ganhar o status de estrela tricolor.

– São três jogadores de referência da equipe. Vão fazer um pouco de falta, mas temos um grupo forte unido. A responsabilidade aumenta para mim. Vou ter de dar o meu melhor – diz Jadson.

Principal reforço do time do Morumbi para a temporada, o meia recebeu a camisa 10 das mãos de Raí, ídolo são-paulino. Jadson, porém, só vinha apresentando um futebol “para o gasto”: nem ruim, nem brilhante. Isso mudou na última quarta-feira, contra o Bragantino. Em sua quinta partida pelo São Paulo, assumiu o posto de maestro e marcou seu primeiro gol pelo Tricolor, em pênalti cavado por ele mesmo. Enfim, deu os primeiros sinais de que o investimento de € 3,8 milhões (R$ 8,6 milhões) para repatriá-lo não foi em vão.

– Com as partidas que passaram, fui pegando o estilo dos jogadores daqui, o que facilita meu trabalho. Estou me sentindo mais confiante a cada jogo, conhecendo melhor meus companheiros e me entrosando – disse Jadson.

Depois de sete temporadas no futebol ucraniano, o meia se diz bem adaptado ao São Paulo. Ele quer provar isso no duelo contra o Palmeiras e, assim, apagar de uma vez as más recordações de seu primeiro clássico pelo Tricolor. Contra o Corinthians, Jadson não teve uma atuação daquelas para se esquecer, mas o pênalti desperdiçado, que daria o empate ao time do Morumbi, marcou o meia. Isso aumenta ainda mais a responsabilidade do camisa 10 para brilhar no domingo.

– Estou crescendo a cada jogo. Isso que é importante. Vai ser um jogo difícil, mas precisamos da vitória para permanecer na briga pelas primeiras posições. O Palmeiras está bem, mas acredito que podemos vencer – disse Jadson.

veja também