MENU

Sem Neymar e Ganso, Santos é time 'comum'? Muricy não aceita essa tese

Sem Neymar e Ganso, Santos é time 'comum'? Muricy não aceita essa tese

Atualizado: Quinta-feira, 11 Agosto de 2011 as 11:21

Sem Neymar e Ganso, que estavam na Alemanha, defendendo o Brasil em amistoso contra a seleção alemã, o Santos teve dificuldades para criar jogadas. Foi um time burocrático em vários momentos e apenas empatou por 0 a 0 com o Corinthians, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro, num jogo pobre tecnicamente. O treinador santista Muricy Ramalho, porém, não aceita a tese de que, sem seus dois principais jogadores, o Peixe se torna um time “comum”.

O técnico lembra que a equipe já jogou bem mesmo desfalcada. Cita o confronto contra o Cerro Porteño-PAR, na primeira fase da Taça Libertadores deste ano, no Paraguai. O Peixe precisava vencer para avançar às oitavas de final. Não teve Elano, Neymar e Zé Eduardo, suspensos. Mas tinha Ganso, que jogou por todos e liderou a vitória alvinegra, por 2 a 1.

- Time comum (sem os dois), não. Claro que são dois craques, dois diferentes. O Neymar é o melhor jogador do Brasil e, claro, faz, falta. Mas contra o Cerro ele não jogou e nós ganhamos lá. Além disso, o Santos não é só os dois. Temos outros bons jogadores – afirma.

Muricy Ramalho, durante o clássico Santos x Corinthians (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

  Muricy diz que seu time conseguiu encurralar o Corinthians no segundo tempo. Na opinião dele, “time comum” não faz isso.

- Jogamos em cima do Corinthians durante todo o segundo tempo. Claro que só ficar em cima não adianta. É preciso fazer gol e não fizemos. Agora, temos um grupo forte e que tem condições de vencer jogos, mesmo com desfalque.

De qualquer forma, a dupla de astros santistas volta a ficar à disposição do treinador para o confronto contra o Atlético-GO, neste sábado, em Goiânia, pela 16ª rodada do Brasileirão.            

veja também