MENU

Sem polemizar, treinador do Verdão levanta bandeira branca para rival

Sem polemizar, treinador do Verdão levanta bandeira branca para rival

Atualizado: Segunda-feira, 28 Novembro de 2011 as 10:42

Felipão e Tite têm uma rixa que vem desde o

Paulista (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com) Desde o Campeonato Paulista deste ano a relação entre Felipão e Tite foi rompida. Na ocasião, o técnico do Corinthians ficou irritado com as reclamações do palmeirense e, de sua área técnica, gesticulou contra o rival. Depois desse episódio, os dois nunca mais se falaram. No próximo domingo, eles voltarão a se encontrar em outro momento decisivo da temporada, já que Corinthians e Palmeiras se enfrentam na última rodada do Brasileiro em partida que pode dar ao Timão o título da competição. Sem demonstrar qualquer tipo de mágoa, Felipão não vê problema em cumprimentar o adversário, mas à sua maneira.

– Posso cumprimentá-lo à medida que aconteça uma situação normal. Por que eu tenho de me dirigir a ele e ele tem de se dirigir a mim? A minha amizade com ele permanece a mesma, independentemente do que ele pensa – disse Felipão.

Discípulo de Felipão, Tite seguiu os passos do comandante alviverde no início de carreira e sempre procurou orientações no antigo tutor. Porém, polêmicas entre os dois nas últimas temporadas colocaram fim a um relacionamento amistoso.

No futebol, os dois têm trajetórias parecidas. São gaúchos, passaram por equipes pequenas no Rio Grande do Sul e se projetaram no futebol nacional depois de conquistarem títulos pelo Grêmio. Porém, a coleção de títulos do treinador do Palmeiras é superior à do técnico corintiano.

Enquanto Tite luta para conquistar seu primeiro Campeonato Brasileiro, Felipão tem um título nacional (com o Grêmio, em 1996), duas Taças Libertadores da América (com o Grêmio, em 1995, e com o Palmeiras, em 1999) e o mais importante de todos: o pentacampeonato mundial com a Seleção Brasileira, na Copa do Mundo do Japão e Coreia do Sul, em 2002.        

veja também