MENU

Sem se livrar das dores, Luis Fabiano pede e Tricolor opta por cirurgia

Sem se livrar das dores, Luis Fabiano pede e Tricolor opta por cirurgia

Atualizado: Sábado, 21 Maio de 2011 as 7:18

Contratado no fim de março, o atacante Luis Fabiano ainda nem reestreou pelo São Paulo e soube nesta sexta-feira que vai demorar mais um tempo para vestir novamente a camisa do Tricolor. Sem conseguir se livrar das dores atrás do joelho direito, o jogador cansou de esperar pela melhora com o tratamento convencional e foi operado na tarde desta sexta-feira pelo médico Rene Abdalla no Hospítal do Coração, localizado no Paraíso, Zona Sul da Capital paulista.

O problema de Luis Fabiano ainda é decorrente de quando ele estava na Espanha, defendendo o Sevilla, e rompeu - dia 6 de março - o tendão do músculo semitendineo, que vai do posterior da coxa ao joelho. O Fabuloso convive diariamente com as dores, classificadas de “insuportáveis” por ele mesmo, por conta de uma fibrose no local, decorrente da cicatrização. Quando faz esforço, a fibrose sangra e provoca a dor, refletida atrás do joelho.

Quando foi contratado, Luis Fabiano tinha a expectativa de estrear no dia 27 de abril, contra o Goiás, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois, sempre por conta das dores, a previsão passou para 4 de maio, no duelo com o Avaí pelas quartas de final da mesma competição. De novo, retorno adiado.   Naquela ocasião, o médico José Sanchez já começou a cogitar a hipóteses de uma intervenção cirúrgica para fazer uma raspagem no local. A ideia seria esperar 20 dias.

O atacante treinou em campo normalmente na segunda e na terça-feira, no CT da Barra Funda. Otimista, a comissão técnica planejava marcar sua volta aos campos para o jogo com o Figueirense, dia 28 de maio no Morumbi, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, após os trabalhos de quarta e quinta, ele reclamou novamente de dores no local. Nesta sexta, após novo exame, o jogador não aguentou mais esperar, procurou o departamento médico e disse que as partes deveriam pensar na cirurgia. A palavra final, no entanto, foi do médico Rene Abdala, que operou o Fabuloso. O procedimento cirúrgico durou 40 minutos.

- A cirurgia foi ótima, solucionou a lesão e a recuperação dependerá da evolução diária do jogador - disse Abdala.

- Ele se sentiu muito bem no início da semana, mas terminou os treinos de quarta e quinta reclamando de dor. Hoje, acordou bem e apesar de fazer todos os movimentos e sabermos que isso poderia evoluir bem, ele pediu para adotarmos a solução mais rápida. Decidimos então por fazer uma limpeza cirúrgica - explicou o médico são-paulino José Sanchez

veja também