MENU

Sem tempo de recuperação, sub-20 fará treino leve na academia

Sem tempo de recuperação, sub-20 fará treino leve na academia

Atualizado: Segunda-feira, 24 Janeiro de 2011 as 11:08

A Seleção Brasileira sub-20 encarou uma maratona no último domingo. Após percorrer 90km de Ilo para Moquegua, local do confronto diante da Bolívia, no Estádio 15 de Noviembre, a delegação canarinho passou mais duas horas na estrada na volta para Tacna. Tudo para acordar na cidade do último encontro da fase de classificação, contra o Equador, na terça-feira, no Jorge Basadre. Para se ter uma ideia do desgaste, o treino desta segunda-feira será leve, na academia.

Além do desgaste pelo deslocamento, os jogadores também encontraram diferenças climáticas. Enquanto em Tacna as partidas foram à noite e com temperaturas baixas, em Moquegua, o calor de mais de 30º graus incomodou o elenco da sub-20. O atacante Diego Maurício admitiu que a mudança atrapalhou o desempenho do time no empate por 1 a 1 com os bolivianos. -

Atrapalhar, atrapalha, mas o time está bem tranquilo. Fizemos dois bons jogos em Tacna, mas deixamos a desejar coletivamente contra a Bolívia. Nos colocaram para jogar debaixo de um sol violento. Mas bola para frente que temos mais jogos. Vamos trabalhar para chegar bem à próxima partida e repetir o que fizemos nos jogos anteriores - analisou o atacante, quesofreu com os gestos racistas dos torcedores em Moquegua.

Por outro lado, apesar de entrarem em campo na próxima terça-feira, diante dos equatorianos mais cansados, os jogadores terão a oportunidade de ter uma adaptação melhor à altitude de Arequipa, cidade que vai receber o hexagonal final do Sul-Americano sub-20, que dá duas vagas para as Olimpíadas de 2012, em Londres, e quatro para o Mundial, em julho, na Colômbia.

Logo após o apito final do árbitro na terça-feira, os jogadores voltam ao Gran Hotel Tacna, realizam uma refeição e embarcam para Arequipa. A ideia da comissão técnica é que os atletas já acordem na próxima sede da competição.

- Teremos alguns dias de adaptação e espero que os jogadores não tenham problema já na primeira partida do hexagonal - comentou o técnico Ney Franco.   Por: Marcio Iannaca

veja também