MENU

Sem torcida, Bala treina e diz que o Rei de Fortaleza é Clodoaldo

Sem torcida, Bala treina e diz que o Rei de Fortaleza é Clodoaldo

Atualizado: Sábado, 30 Julho de 2011 as 7:32

A chegada de Calinhos Bala ao Fortaleza foi praticamente uma novela. Após ser confirmado, desconfirmado e dispensado, Bala, "o Rei de Pernambuco", fez seu primeiro treino no Leão, com portões fechados para a torcida. Mas o atleta que, nesta sexta-feira, mostrou mais nas palavras do que dentro de campo, onde fez apenas trabalhos leves, disse que terá muito tempo para o encontro com a torcida.

- Isso é coisa da diretoria, mas vai ter muito tempo para nos encontrarmos. A torcida está louca para comemorar vitórias e esperamos que nessa semana que vem possamos vencer. Basta uma vitória para as coisas voltarem ao normal e os portões se abrirem.

O atleta, conhecido pelos títulos e bom futebol, foi lembrado também pela fama de jogador "problema". Bala alegou, em sua defesa, inveja de terceiros e fez críticas à imprensa pernambucana.

- Dei muita ousadia à imprensa de Pernambuco. Acho que o jogador tem que ser tratado como jogador. Às vezes, as pessoas falam muito mal, coisas que não são verdade. Se você me conhecer no dia-a-dia, eu trato bem do presidente ao cortador da grama. Mas acho que, por eu ter saído de favela e ter crescido na vida, isso causa inveja. Hoje, eu sou conhecido nacionalmente. Saí de lá até para esquecerem um pouco meu nome.

O atleta chegou a se auto intitular o "Rei de Pernambuco", por ter sido ídolo nos três grandes clubes do Estado: Santa Cruz, Sport e Náutico. Perguntado se ele gostaria de ter o título de Rei de Fortaleza, o atacante se esquivou e lembrou de um também baixinho que foi ídolo no Leão.

- Não, acho que aqui já tem um. Clodoaldo fez história no futebol cearense e isso é dele. As coisas de Pernambuco a gente deixa por lá. Sempre gostei do futebol dele.

Grande momento

O atacante relembrou também o começo da carreira no Náutico quando nascia o "Bala". Em 2001, o atleta fazia sua estreia no time profissional do Sport, em um clássico contra o Santa Cruz. Em jogo emocionante, o time de Bala perdia o jogo por 1 a 0 até que a estrela do atacante começou a brilhar. Aos 38 minutos, ele fez o primeiro, e aos 44, virou o jogo e recebeu o título: Bala.

O jogador de 32 anos foi campeão da Copa do Brasil pelo Sport em 2008 e espera fazer sucesso no Tricolor cearense. Bala diz que já vinha atuando e está pronto para jogar. O atleta, que mostrou confiança no acesso à Série B, chegou a comentar até a possibilidade de encerrar a carreira no clube.

- Quem sabe eu não possa até encerrar a carreira aqui. Falo isso porque não quero me aposentar tão cedo e desejo passar um bom tempo no clube.

fonte: Globo Esporte

veja também