MENU

Sensações no início do ano,Peixe e Coxa buscam ressurgir no Brasileiro

Sensações no início do ano,Peixe e Coxa buscam ressurgir no Brasileiro

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 9:53

Mesmo com o time em má fase, Borges mantém faro

de gol apurado (Foto: Divulgação Santos FC )

  Se no primeiro semestre o clima na Vila Belmiro e no Couto Pereira era de festa e euforia pelas conquistas, a segunda parte de 2011 não tem sido das melhores para Santos e Coritiba. Às 21h50m (horário de Brasília) desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, as equipes protagonizarão um encontro que causaria frisson no início da temporada, mas que agora é pouco badalado.

Campeão do Paulistão e da Taça Libertadores, o Santos está em 16º lugar no Brasileiro. Apenas uma posição acima da zona de rebaixamento. Com somente 15 pontos em 14 jogos (o Peixe tem dois jogos a menos que os demais concorrentes), o time de Muricy Ramalho luta para se afastar da linha vermelha. Em casa, a equipe alvinegra precisa vencer para mostrar que tem chances de ainda brilhar no campeonato nacional.

O Coritiba, por sua vez, está décimo lugar, com 21 pontos, o que causa certa decepção. O Coxa teve um início de ano avassalador. Campeão paranaense, o time de Marcelo Oliveira venceu 24 partidas seguidas e ostentou uma série invicta de 29 jogos - até perder para o Palmeiras na segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil (no jogo de ida, venceu por 6 a 0). Chegou à final da competição nacional, mas perdeu para o Vasco. Desde então, não tem brilhado.

Antônio de Carvalho Schneider será o árbitro da partida, auxiliado por Vagner de Almeida Santos e Eduardo de Souza Couto. O jogo será transmitido pela TV Globo somente para o Paraná. O Premiere, em sistema pay per view, transmite a partida ao vivo, a partir das 21h50m para todo o Brasil. O Globoesporte.com acompanha o duelo em tempo real.

!Santos: depois de ter perdido por 2 a 0 para o Atlético-GO, o Peixe precisa vencer para não entrar novamente na zona de rebaixamento. Nos últimos seis jogos, o Santos só conseguiu somar quatro pontos - uma vitória, um empate e quatro derrotas.

Coritiba: a vitória contra Atlético-MG, no domingo, aliviou a pressão sobre o elenco. Agora, a meta é vencer duas partidas até o final do primeiro turno para se consolidar no G-10 e visualizar objetivos maiores. Outro indicador que o Coxa quer melhorar é o desempenho fora de casa. Atualmente, a equipe alviverde tem 19,04% de aproveitamento longe de seus domínios - uma vitória, um empate e cinco derrotas.

Santos: Ibson e Elano, machucados, estão fora. Arouca, que levou pancada no treino da última terça-feira, é dúvida. O técnico Muricy Ramalho ainda não confirma a escalação da equipe: aguarda o teste que Arouca fará horas antes da partida. Se o volante não puder atuar,  o treinador deverá optar pelo zagueiro Bruno Rodrigo, mudando o esquema da equipe. A escalação provável: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Henrique, Arouca (Bruno Rodrigo) e Ganso; Neymar e Borges.

Coritiba: o técnico Marcelo Oliveira não vai repetir a escalação que venceu o Galo. O meia-atacante Everton Costa ficou em Curitiba e será poupado das duas próximas rodadas (Santos e Avaí). Com isso, o treinador alviverde deverá voltar ao esquema anterior, montando o Coritiba no 4-3-2-1, com a volta do volante Léo Gago e do meia-atacante Marcos Aurélio. Essa é a provável escalação do Coxa: Edson Bastos, Jonas, Jéci, Emerson e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio e Bill.

Santos: O meia Ibson tem uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda. Elano torceu o tornozelo direito. Coritiba: Everton Costa será poupado contra Santos e Avaí; Maranhão não enfrenta o Alvinegro Praiano por questões contratuais (ele é jogador do Peixe e está emprestado). Davi, Djair, Pereira e Willian estão  machucados.

Santos: Henrique Coritiba: Bill, Eltinho, Everton Costa, Léo Gago, Maranhão e Rafinha.

Santos : apesar de o time não viver uma boa fase, Borges tem conseguido deixar a sua marca nas redes rivais. Contratado neste segundo semestre pelo Peixe, ele já tem oito gols e está empatado em segundo lugar na artilharia do Brasileirão com Deivid. Ambos estão atrás de Ronaldinho Gaúcho, principal goleador do campeonato com nove gols. Coritiba: Tcheco e Rafinha têm se destacado no elenco coxa-branca. O primeiro por ser responsável por cadenciar o jogo e fazer a ligação correta entre a zaga e o meio de campo. Depois que passa por Tcheco, a bola vai para os pés de Rafinha, responsável pelo setor de criação da equipe.

Rafael, goleiro do Santos: “É uma equipe rápida, com volume de jogo enorme, principalmente quando joga em Curitiba. Mas agora o jogo é em Santos e temos de fazer o resultado. O Coritiba tem uma bola parada muito boa com o Tcheco e leva perigo nos chutes de longa distância do Léo Gag o ”. Marcelo Oliveira, técnico do Coritiba : "Temos que ter cuidado, pois o Santos é um time que tem jogadores importantes e precisa se reabilitar. É uma ótima equipe tecnicamente, que passa por um momento não tão bom. Temos que ter a postura que sempre tivemos: marcar e atacar”.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia. * Há 13 jogos Santos e Coritiba não registram um empate em seus confrontos. Nos últimos encontros, o Peixe venceu nove jogos e o Coxa, quatro. A última igualdade entre as equipes foi no Brasileiro de 99, 1 a 1, na Vila Belmiro.

*  O Santos tem vantagem nos confrontos com o Coritiba em São Paulo. Em 11 partidas, o Peixe venceu nove, empatou uma e perdeu outra.

*O Coritiba tem o melhor ataque do futebol brasileiro no ano, com 113 gols marcados, sendo 62 na campanha vitoriosa do paranaense.

Santos e Coritiba se encontraram pela última vez no Brasileiro de 2009, na Vila Belmiro. Na ocasião, o Peixe, comandado por Vanderlei Luxemburgo, venceu por 4 a 0. A goleada foi iniciada por Madson, aos 22 minutos do primeiro tempo. Três minutos depois, Kleber Pereira ampliou. Neymar, com dois gols, fechou a conta.          

veja também