MENU

Sergio Ramos convoca coletiva e diz que não quis machucar Messi

Sergio Ramos convoca coletiva e diz que não quis machucar Messi

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 3:05

Nos minutos finais da derrota de 5 a 0 para o Barcelona, Sergio Ramos deu um carrinho violento em Lionel Messi, empurrou Puyol para o chão e ainda deu um tapa em Xavi. Resumo do nervosismo do Real Madrid no Camp Nou, o lateral convocou uma coletiva nesta quarta-feira para se defender: o campeão do mundo com a Espanha garante que nunca quis machucar o argentino e que alguns atletas do clube catalão debocharam do resultado após o apito final.

- Eu me sinto mal, mas também não tenho que escutar que tentei machucar Messi ou coisas desse tipo. Errei dando o carrinho, mas tem que ficar claro que nunca vou para um jogo com a intenção de prejudicar um companheiro. Nem Messi, nem ninguém. Jamais machuquei alguém - afirmou.

A partida do Camp Nou foi tensa e teve alguns desentedimentos entre atletas. Além da confusão de Sergio Ramos, no primeiro tempo Cristiano Ronaldo chegou a empurrar o técnico Pep Guardiola e os jogadores do Barcelona foram reclamar com o português, quase gerando uma briga no gramado. Depois do jogo, o time do Barça comemorou mostrando a mão aberta para a torcida, comemorando os cinco gols. Alguns gestos dos rivais foram considerados como provocação pelo lateral.

- Vi alguns gestos feios, mas cada um é dono dos seus atos. Não podemos esquecer que o futebol dá muitas voltas. Quem está comemorando hoje, amanhã pode estar do outro lado. Da minha parte, no dia seguinte ao jogo liguei para Xavi e Puyol para me desculpar e reconhecer que não tive boa atitude com eles - disse Sergio Ramos, lembrando os tapas que deu nos companheiros de seleção.    

veja também