MENU

Sete jogos invicto, Atlético-PR pega o Atlético-MG

Sete jogos invicto, Atlético-PR pega o Atlético-MG

Atualizado: Quarta-feira, 31 Agosto de 2011 as 9:06

Furacão do Renato recebe o Galo do Cuca na

Arena  (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

  O objetivo é um só: deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro o quanto antes. Para isso, a vitória é fundamental para Atlético-PR e Atlético-MG, que se enfrentam a partir de 20h30m (horário de Brasília) desta quarta-feira, na Arena da Baixada, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Furacão está mais próximo do objetivo. É o 17° colocado, com 18 pontos em 19 jogos. Uma vitória nesta quarta-feira, somada a um tropeço de Bahia (que recebe o América-MG) ou Grêmio (que visita o Corinthians), tira o Rubro-Negro do Z-4. O técnico Renato Gaúcho, porém, tem os desfalques do lateral-direito Edílson e do zagueiro Manoel. Wagner Diniz e Gustavo Aráujo são os substitutos.

Mais abaixo na tabela, o Atlético-MG é o 19°, com 15 pontos. Uma vitória pode levar o Galo, no máximo, ao 17° lugar - dependeria que o Avaí não vencesse o Flamengo na Ressacada. Para enfrentar o xará paranaense, o técnico Cuca tem o desfalque do volante Serginho, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Mancini deve ser o substituto.

A partida terá arbitragem de Heber Roberto Lopes (Fifa/PR), auxiliado pelos também paranaenses Gilson Bento Coutinho e José Carlos Dias Passos. A TV GLOBO transmite a partida para os estados do RS, PR, SP, MS, MT, PE, MA (exceto Balsas) e PA (exceto Santarém), além do canal Premiere 1 para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real.

Atlético-PR: sair da zona de rebaixamento. O Furacão, que deixou o Z-4 após vencer o Cruzeiro na 17ª rodada, voltou com o empate em 2 a 2 com o América-MG, na rodada seguinte. Uma vitória rubro-negra e tropeço de Bahia ou Grêmio tira o Atlético-PR da zona de rebaixamento. O Furacão acumula sete jogos seguidos sem derrota pelo Brasileirão.

Atlético-MG: conquistar a primeira vitória sob comando do técnico Cuca. É o primeiro objetivo do Galo já que, mesmo que vença o Furacão, o time permanece na zona de rebaixamento. Deixar o grupo da degola é um segundo objetivo, que vai além das possibilidades da equipe para esta noite. Há sete rodadas o Galo não vence um jogo do Brasileirão.

Atlético-PR: sem Edílson e Manoel, suspensos, o técnico Renato Gaúcho promove as entradas de Wagner Diniz e Gustavo Araújo. O restante do time deve ser o mesmo do empate por 1 a 1 no clássico Atletiba do último sábado. A escalação: Renan Rocha; Wagner Diniz, Gustavo Araújo, Fabrício e Paulinho; Deivid, Kleberson, Cléber Santana, Marcinho e Madson; Edigar Junio.

Atlético-MG: Cuca não divulgou a equipe que começa jogando. Não comandou coletivo na véspera do jogo, mas conversou separadamente com um grupo de 12 jogadores antes da última atividade antes da partida, dando a entender que o time que entra em campo terá: Renan Ribeiro; Mancini, Réver, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre, Fillipe Soutto, Bernard e Daniel Carvalho; Guilherme e André.

Atlético-PR: o lateral-direito Edílson e o zagueiro Manoel cumprem suspensão pelo terceiro cartão amarelo. O meia Paulo Baier e o atacante Morro García seguem em recuperação de lesões no departamento médico. Os atacantes Guerrón e Nieto aprimoram a forma física. Por fim, o meia Branquinho passa por cirurgia na quinta-feira e não joga mais no Brasileirão. Atlético-MG: o volante Serginho está suspenso. Sob os cuidados médicos estão os meias Dudu Cearense, com dores na coxa direita, e Renan Oliveira, que trara de um edema ósseo no tornozelo direito.

Atlético-PR: Madson, Robston, Rodriguinho e Wagner Diniz. Atlético-MG: Renan Ribeiro, Richarlyson, Dudu Cearense, Guilherme e André.

Atlético-PR: substituto de Edílson, Wagner Diniz deve ser titular nos próximos dois jogos do Furacão: neste, contra o Atlético-MG, e na rodada seguinte, contra o Grêmio. Chance para ele 'roubar' a vaga de Edílson e se firmar no time titular.

Atlético-MG: o meia Daniel Carvalho pode começar jogando, atuando em uma função diferente, como quarto homem do meio campo, atuando mais pela esquerda. Ele teve uma conversa em separado com o técnico Cuca na véspera do jogo e pode significar novidade esta noite.

Renato Gaúcho, técnico do Atlético-PR: “A gente tem que dar continuidade à nossa fase. A gente vem somando pontos. O Atlético-PR é o time hoje que está mais invicta no campeonato: nos últimos sete jogos, o Atlético-PR não perdeu. Então, a fase do Atlético-PR é muito boa. Lógico que a gente precisa melhorar ainda mais para que a gente possa sair dessa situação".

  Mancini, meia atacante do Atlético-MG: "Temos que ter calma, porque não adianta desesperar. Nós temos que nos juntarmos para buscar forças. Temos que ser homens neste momento. Fomos nós que colocamos o Atlético-MG nesta situação e somos nós que temos que tirá-los. Temos que dar a cara para bater".

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia . * Na Arena da Baixada, Atlético-PR e Atlético-MG se enfrentaram 11 vezes pelo Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro venceu seis vezes, contra duas do Galo; foram ainda três empates. O Furacão marcou 19 e sofreu 13 gols. No último jogo entre eles no estádio, o Atlético-PR venceu por 2 a 1, com gols de Ivan González e Bruno Mineiro; Obina descontou.

* O Atlético-MG foi o time que mais cometeu pênaltis no primeiro turno do Brasileirão de 2011: nove. Por outro lado, teve dois à favor. Já o Atlético-PR é um dos que menos teve penalidades para cobrar: apenas uma - mesmo número de pênaltis sofridos.

Na estreia do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG, então comandado por Dorival Júnior, levou a melhor sobre o Atlético-PR de Adílson Batista, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. O volante Toró abriu o placar logos aos cinco minutos; o atacante Magno Alves, duas vezes, garantiu a vitória mineira. O jogo, no dia 21 de maio, recebeu 13.597 torcedores.                

veja também