MENU

Sharapova vira jogo e evita zebra diante de adolescente francesa

Sharapova vira jogo e evita zebra diante de adolescente francesa

Atualizado: Quinta-feira, 26 Maio de 2011 as 2:58

A desconhecida Caroline Garcia, de 17 anos e número 188 do ranking mundial não conseguiu lidar com uma situação inédita na carreira. A francesa esteve a dois games de eliminar Maria Sharapova na quadra Philippe Chatrier, mas sentiu a pressão. Sacando em 6/3 e 4/1, Garcia parou. Passou a errar e viu a russa, favorita, dominar. Sharapova saiu do buraco, venceu 11 games seguidos, e escapou da zebra ao fazer 3/6, 6/4 e 6/0.

Mesmo sob algumas vaias, Maria Sharapova manda beijos para o público (Foto: AP)

  O triunfo, que veio depois de 1h59m, coloca a atual número 8 do mundo na terceira rodada em Roland Garros. Sua próxima adversária será a taiwanesa Yung-Jan Chan, que vem surpreendendo e, nesta sexta, derrotou a americana Jill Craybas por 6/1 e 6/4.

Sharapova demorou a se entender com a quadra pesada e o forte vento parisiense, que soprou durante toda a partida. Logo os primeiros games, ficou claro que o estilo de jogo da russa teria problemas. As pancadas do fundo de quadra perdiam potência ao quicar na quadra lenta, e Garcia se defendia sem problemas.

A jovem francesa aproveitou os vários erros e as chances no segundo saque da russa e abriu boa vantagem, sempre empurrada pela torcida local. Garcia abriu 5/1 e ainda teve um saque quebrado antes de voltar ao fundamento com confiança e fechar em 6/3.

O segundo set começou bem parecido, com a tenista da casa atacando com precaução e vendo Sharapova errar mais do que o normal. Garcia abriu 4/1 e teve o saque para aumentar a vantagem, mas a pressão de eliminar uma favorita na quadra central de Roland Garros pesou. A jovem de 17 anos cometeu uma dupla falta e passou a errar mais.

Sharapova, ao contrário, ganhou confiança e enfim calibrou seus golpes do fundo. A russa venceu cinco games seguidos e fechou a parcial em 6/4. No fim do set, quando vibrava com seus pontos - e alguns erros da adversária -, a ex-número 1 do mundo já recebia vaias da torcida francesa.

Nada desestabilizou a bela russa. Sharapova viu a rival abatida e não aliviou. Ganhou 11 games seguidos, tomou a dianteira e não olhou para trás.        

veja também