MENU

Siegmann elogia Damião: 'Não tem ganância nem pressa na carreira'

Siegmann elogia Damião: 'Não tem ganância nem pressa na carreira'

Atualizado: Sexta-feira, 27 Maio de 2011 as 12:52

Artilheiro absoluto do Inter na temporada com 21 gols e convocado por Mano Menezes a Seleção, Leandro Damião é assunto diário na imprensa esportiva mundial. Até o momento, pelo menos 11 clubes europeus já fizeram sondagens ou propostas pelo atacante colorado. Mesmo com tanto assédio, a direção garante que vai segurar o jogador no Inter o máximo de tempo possível. Segundo o vice-presidente de futebol Roberto Siegmann, antes do final do ano não existe chance de Damião vestir outra camiseta. O dirigente se apoia não só no esforço do próprio clube em manter o atleta, mas na postura do jogador.

Siegmann se derrete em elogios a Damião por sua maneira de encarar o interesse maciço do futebol europeu. De acordo com o dirigente, o jogador, mesmo jovem (21 anos), já sabe que precisa ir "passo a passo" no traiçoeiro mundo da bola.

- Damião não tem pressa com sua carreira. Ele não tem ganância. É um jogador muito equilibrado, aprecio ele e o seu pai (seu Natalino), que também é um homem generoso, muito simples - explicou Siegmann.

Com essa boa estrutura familiar citada acima, o vice de futebol tem certeza de que Damião não cometerá o erro de muitos jogadores que rumam à Europa para ficar apenas seis meses, retornando ao Brasil sem o sucesso almejado.

- Vamos retardar ao máximo uma possível saída de Damião. Mas espero que, quando sua transferência acontecer, ele encontre um clube bom e construa uma carreira sólida na Europa, diferentemente de outros jogadores de sua idade.

O Colorado detém 70% dos direitos econômicos do atleta. Os demais 30% pertencem ao Atlético de Ibirama (SC), clube formador do atacante. A multa para o exterior vale 50 milhões de euros (para o caso de deixar o clube sob o pagamento de multa, como ocorreu com Alexandre Pato). Aliás, o empresário do jogador, Vinícius Prates, acredita que Damião possa render mais em uma futura negociação do que o atacante do Milan, negociado em 2007 por US$ 20 milhões. A direção colorada espera lucrar pelo menos 20 milhões de euros com os gols de Damião.

Ao conceder entrevistas, Damião é sempre questionado pelo interesse europeu em seu futebol. Preciso como se estivesse frente à frente com o goleiro rival, o centroavante reitera, taxativo:

- Só penso no Inter. Tenho vínculo até 2016, poderia até ter contrato vitalício.        

veja também