MENU

Siga ou pare: Fla persegue o Ceará na corrida pela vaga na semifinal

Siga ou pare: Fla persegue o Ceará na corrida pela vaga na semifinal

Atualizado: Quarta-feira, 11 Maio de 2011 as 9:43

O sujeito chega na sua casa, entra sem pedir licença, senta no sofá com os pés para o alto e liga a televisão. A invasão do espaço não vai agradar. Foi mais ou menos isso o que aconteceu com o Flamengo, quinta-feira passada, no Engenhão. Não caiu nada bem entre os rubro-negros a vitória do Ceará no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Invicto há 25 partidas, o time de Vanderlei Luxemburgo foi derrotado por 2 a 1, saiu de campo sob vaias e com a obrigação de reagir. A Carroça desembestada surpreendeu, puxou o freio do Bonde do Fla e abriu distância na corrida por um lugar na próxima fase.

Nesta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), os adversários têm um reencontro. No estádio Presidente Vargas , reaberto no último domingo, decidem quem segue para a semifinal e quem fica pelo caminho na Copa do Brasil. A vantagem é do Vozão, que pode empatar e até perder por 1 a 0. O Rubro-Negro precisa vencer por dois gols de diferença ou por um, a partir de 3 a 2, para avançar. Se devolver o placar do Rio, leva aos pênaltis.

Vanderlei Luxemburgo conversa com o grupo do Fla: decisão em Fortaleza (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

  O PV vai receber 15 mil pessoas, maioria alvinegra. O estádio tem clima de caldeirão, as arquibancadas ficam bem perto do campo, e os torcedores do Ceará prometem fungar no cangote dos cariocas.

No último treino antes do jogo, o Flamengo trabalhou num centro de treinamento em Itaitinga, município distante 30 quilômetros da capital. Antes do recreativo, Luxemburgo conversou ao pé do ouvido com alguns dos jogadores. O zagueiro David, que volta de suspensão, e os meias Renato e Ronaldinho Gaúcho foram os escolhidos. O camisa 10, aliás, terá seu poder de decisão posto à prova. Vaiado na semana passada, o craque deve uma atuação convincente.

No Ceará, tudo andava muito tranquilo até esta terça-feira. Foi quando o atacante Marcelo Nicácio , artilheiro do time na vitoriosa campanha do Campeonato Cearense, não aceitou a proposta de renovação de contrato da diretoria. O presidente Evandro Leitão optou por dispensar o jogador, cujo vínculo termina no próximo domingo. O técnico Vágner Mancini não entrou em detalhes sobre o tema e procurou manter o grupo concentrado.     

A TV Globo transmite a partida para toda a rede, exceto os estados do RS, SP, GO, TO, MS, MT, PR e as cidades mineiras de Varginha, Coronel Fabriciano, Montes Claros e Belo Horizonte. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em tempo real, com vídeos. Sandro Ricci, do Distrito Federal, apita o jogo. Os auxiliares são Roberto Braatz, do Paraná, e Marrubson Freitas, de Brasília.

Ceará: campeão arrastão do Cearense (conquistou os dois turnos), o Vozão pode repetir a sua segunda melhor campanha na Copa do Brasil se passar pelo Flamengo. Em 2005, o time também chegou à semifinal, mas foi desclassificado pelo Fluminense. O desempenho mais expressivo foi em 1994, quando ficou com o vice-campeonato (perdeu para o Grêmio na decisão).  

Flamengo: o Rubro-Negro vê o projeto de chegar à Libertadores via Copa do Brasil sob risco. A classificação para a competição continental é o principal objetivo da temporada. Ficar pelo caminho frustraria os planos de jogadores, comissão técnica e dirigentes, já que o clube montou um plantel com nomes badalados como Felipe, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho.

Ceará: o técnico Vágner Mancini ficou sem um de seus principais jogadores na véspera da partida. O atacante Marcelo Nicácio não aceitou a proposta de renovação do clube e foi sacado da partida pela diretoria. Washington é o mais cotado para substituí-lo. Osvaldo também tem chances. A escalação provável: Fernando Henrique, Boiadeiro, Fabrício, Erivélton e Vicente; Michel, João Marcos, Thiago Humberto e Geraldo; Iarley e Washington. 

Flamengo: Luxemburgo não confirmou, mas deve promover mudanças em relação ao time que jogou a partida do Rio. Rodrigo Alvim sai para a entrada de Egídio na lateral esquerda. No ataque, Deivid, de novo, dá lugar a Wanderley. Além disso, o lateral-direito Léo Moura, recuperado de uma lesão no joelho direito, e o zagueiro David, que cumpriu suspensão, retornam. A escalação provável: Felipe, Léo Moura, Welinton, David e Egídio; Willians, Renato, Bottinelli e Thiago Neves; Ronaldinho e Wanderley. 

Ceará: de contrato renovado até o fim do ano, Geraldo tem a responsabilidade de conduzir o Vozão no confronto. O camisa 10 só ficou no clube por conta do título estadual e está cheio de vontade.  

Flamengo: vaiado pela primeira vez no jogo de ida, Ronaldinho Gaúcho sabe que chegou a hora de decidir. O craque tem sido cobrado pela torcida e há tempos deve uma atuação convincente.

Fernando Henrique, goleiro do Ceará: "Num clube grande temos de estar acostumados com decisão atrás de decisão. Estamos felizes por estar nessa batida e concentrados para um novo desafio. Vai ser um grande jogo, o Flamengo tem grandes jogadores".

Wanderley, atacante do Flamengo: "Sabemos que temos de fazer pelo menos dois gols e não tomar. Sempre dá frio na barriga, mas estamos concentrados e confiantes. É um jogo superimportante. Nosso grupo está com disposição. Tenho certeza de que tudo vai correr bem ".

* O Flamengo venceu oito de seus 26 jogos no ano por dois ou mais gols de diferença (2 a 0 Volta Redonda; 3 a 1 América; 2 a 0 Americano; 3 a 0 Murici-AL; 3 a 0 Fortaleza; 2 a 0 Duque de Caxias; 2 a 0 Botafogo; 3 a 0 Horizonte-CE).

* Esta é a sétima vez que o Ceará cruza com uma equipe carioca na história da Copa do Brasil (4v/3e/6d). Nas seis vezes anteriores, eliminou o Fluminense na primeira fase de 97 e o Flamengo, nas oitavas de final de 2005. Foi eliminado pelo Vasco nas quartas de 93, pelo Flamengo, nos pênaltis, na segunda fase de 2003, pelo Fluminense na semifinal de 2005 e pelo Botafogo na segunda fase de 2007.

* O Flamengo possui um bom retrospecto como visitante na Copa do Brasil. A equipe já disputou 69 partidas fora de casa nesta competição: 34 vitórias, 19 empates e 16 derrotas, 119 gols marcados e 84 sofridos. Deixou de marcar gols em dez oportunidades e não sofreu em 25.

* O Ceará disputou 34 partidas como mandante na história da Copa do Brasil. Ao todo foram 17 vitórias, 11 empates e seis derrotas, com 47 gols a favor e 32 contra.

No jogo de ida, quinta-feira passada, o Vozão bateu o Rubro-Negro por 2 a 1. Marcelo Nicácio e Geraldo marcaram para os cearenses, enquanto Wanderley descontou. Ronaldinho foi vaiado pela torcida pela primeira vez, e o técnico Vanderlei Luxemburgo foi chamado de burro. Apesar da pressão durante todo o segundo tempo, o Flamengo não conseguiu reagir e teve a série invicta de 25 partidas interrompida no Engenhão.             

veja também