MENU

Silvana Lima e musa havaiana tropeçam e caem para a repescagem

Silvana Lima e musa havaiana tropeçam e caem para a repescagem

Atualizado: Domingo, 15 Maio de 2011 as 9:13

Tyler Wright após a vitória nas oitavas do Rio Pro (Foto: Gabriele Lomba / GLOBOESPORTE.COM)

  Numa bateria dura, contra uma Tyler Wright inspirada, a cearense Silvana Lima tropeçou nas oitavas de final do Rio Pro, quinta etapa do Circuito Mundial feminino. Em ondas de cerca de 1m na Barra da Tijuca, a australiana arrancou uma nota 8,00, se classificou direto para as quartas e empurrou a brasileira e a havaiana Alana Blanchard para a repescagem. O SporTV.com transmite ao vivo.

Até a metade da bateria, apenas Tyler e Silvana tinham pego ondas – uma cada. A australiana então remou para uma esquerda, deu uma batida forte, mas foi engolida pela espuma. Ganhou 4,50. A brasileira foi uma logo atrás, mas tirou apenas 1,57.

Logo em seguida, Silvana, que morou durante 8 anos no Recreio, partiu para uma direita, porém caiu ao tentar uma batida (3,27). Um minuto depois, lá estava ela em outra onda, também para a direita. Desta vez, uma batida e um floater que lhe valeram 3,87.

Tyler deu o troco para o mesmo lado. Misturou rasgadas, cut backs e foi parar quase na areia. Arrancou 8,00 e consolidou a liderança. Silvana precisava de 8,63. Alana, em combinação, buscava uma soma de 12,51 pontos. Suas três únicas notas não chegavam a 1,00. Na quarta, ganhou 1,37.

- A Silvana conhece muito bem essas ondas, mas na verdade quase não a vi na água. Ela ficou bem longe de mim. Estou feliz por ter conseguido vencê-la aqui - disse Tyler.

Logo depois foi a vez de a havaiana Carissa Moore, líder do ranking, entrar em ação e também se garantir nas quartas. Ela venceu a americana Courtney Conlogue e a neozelandesa Paige Hareb. Vice do ranking, a aussie Sally Fitzgibbons também se classificou direto. Despachou a francesa Pauline Ado e a peruana Sofia Mulanovich, campeã do mundo em 2004.

- As ondas estavam meio estranhas no começo. Não estava entendendo, não sabia se era eu, se era a prancha – explicou.

Carissa Moore se garante nas quartas (Foto: Gabriele Lomba / GLOBOESPORTE.COM)

  Terceira fase feminina:

1: Tyler Wright (AUS) 12,50, Silvana Lima (BRA) 7,14, Alana Blanchard (HAV) 1,97

2: Carissa Moore (HAV) 11,83, Courtney Conlogue (EUA) 11,26, Paige Hareb (NZL) 4,66

3: Sally Fitzgibbons (AUS) 13,17, Pauline Ado (FRA) 10,73, Sofia Mulanovich (PER) 8,00

4: Stephanie Gilmore (AUS), Coco Ho (HAV), Laura Enever (AUS)          

veja também