MENU

Sob olhar de Tite, Corinthians bate o Flu e conquista 8º título da Copa SP de Juniores

Corinthians marca no fim e conquista a Copa São Paulo

Atualizado: Quarta-feira, 25 Janeiro de 2012 as 11:56

A torcida do Corinthians aproveitou o feriado de São Paulo para lotar o Pacaembu na final da Copinha. Tite assistiu à decisão do camarote. No aniversário da capital paulista, o torcedor alvinegro comemorou à sua maneira: com sofrimento. O Corinthians venceu o Fluminense de virada, nesta quarta-feira, 2 a 1, celebrando seu oitavo título no torneio.
Os gols do Corinthians foram marcados pelo zagueiro e capitão Antonio Carlos, ambos de cabeça, virando a partida aos 43 min do segundo tempo.
A decisão da Copa São Paulo reuniu os dois maiores vencedores da competição. A torcida. O Corinthians chegou à partida com sete títulos, enquanto o clube carioca somava cinco conquistas.

Para a decisão, a torcida alvinegra esgotou os ingressos na terça-feira (37 mil espectadores), formando longas filas no acesso ao estádio. A euforia era justificada: a equipe do Parque São Jorge foi para final com sete vitórias em sete jogos, 28 gols marcados e apenas 1 sofrido. Na semifinal, o time alvinegro havia derrotado o Atlético-PR por 6 a 0.

Já o Fluminense chegou à final ao vencer o Coritiba com facilidade: 4 a 0, tendo como destaque Marcos Júnior.

Em uma ensolarada manhã em São Paulo, o Corinthians teve maior posse de bola na primeira etapa, mas foi o Fluminense quem criou as principais jogadas no ataque, explorando os contragolpes.

O atacante Marcos Júnior perdeu três grandes chances de gol na etapa inicial, sendo uma delas parado pelo goleiro corintiano Matheus, que fez várias defesas nos 45 min iniciais.

O segundo tempo começou com o Fluminense abrindo vantagem no marcador. O atacante Michael aproveitou falha da defesa e concluiu para a meta, fazendo 1 a 0 aos 3 min da etapa final.

O Corinthians passou a pressionar em busca do empate, conseguindo igualar o jogo aos 20 min, com Antonio Carlos, de cabeça, em jogada de escanteio. Na pressão, o Corinthians fez a torcida delirar a dois minutos do fim, novamente com Antonio Carlos, de cabeça.

veja também