MENU

Soccer City se transforma em caldeirão na abertura da Copa

Soccer City se transforma em caldeirão na abertura da Copa

Atualizado: Sexta-feira, 11 Junho de 2010 as 11:50

A África do Sul deu boas-vindas ao mundo com uma cerimônia simples, alegre e repleta de cores. O Soccer City, em Joanesburgo, estádio da abertura e da final da Copa do Mundo, transformou-se num verdadeiro caldeirão. O vídeo ''Terra de Contrastes'', com imagens do país e do povo sul-africano, abriu o evento antes de a bola rolar pela primeira vez no Mundial. África do Sul e México se enfrentam às 11h de Brasília desta sexta-feira (16h pelo horário sul-africano), em jogo válido pelo Grupo A.

Colorido, gramado do estádio Soccer City recebe a cerimônia de abertura antes do primeiro jogo da Copa. No ar, os aviões da Força Aérea Sul-africana dão show (Foto: AFP)Coberto por um painel colorido, o gramado do estádio foi o palco para a exibição das bandeiras das 32 seleções que participam do Mundial. Em forma de mosaico, o logotipo oficial da Copa do Mundo foi exibido, enquanto a imagem da taça aparecia num telão gigante de alta definição.

Dentro e fora do estádio, o público vibrou com a chegada do maior evento de futebol do planeta. As apresentações musicais deram ritmo à festa. Entre as principais atrações, o happer americano R. Kelly com o grupo Soweto Spiritual Singers, o Balé Nacional da Costa do Marfim, o cantor nigeriano Femi Kuti, o trompetista sul-africano Hugh Masekela e argelino Khaled.

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela não compareceu. O motivo foi a morte trágica da bisneta Zenani Mandela Junior, que faleceu durante a madrugada após um acidente de carro na saída do show de abertura do Mundial. A informação foi divulgada pela Fundação Nelson Mandela, porta-voz oficial da família.

veja também