MENU

Sofrendo gols demais e marcando 'de menos', Flu busca o equilíbrio

Sofrendo gols demais e marcando 'de menos', Flu busca o equilíbrio

Atualizado: Quinta-feira, 14 Outubro de 2010 as 8:19

Equilíbrio. Esta é a obsessão do Fluminense para entrar novamente nos trilhos e conquistar, ao término das próximas nove partidas, o título de campeão brasileiro de 2010. Equipe que permaneceu por mais rodadas na liderança (16), o Tricolor tem o retrospecto positivo diretamente ligado a harmonia entre defesa e ataque. Enquanto os setores foram os melhores do Brasileirão – e isso não foi por pouco tempo -, o time de Muricy disparou e, não por acaso, a queda de rendimento está diretamente ligada ao mau momento de ambos.

Se o meio-campo com o incansável Diogo e o onipresente Conca segue inume as críticas, os 20 gols sofridos nos últimos 14 jogos deixam claro que Gum, Leandro Euzébio e cia. não têm dado conta do recado. No ataque, pela primeira vez na temporada já são duas partidas em branco, e Washington e Rodriguinho têm sofrido nas mãos dos torcedores.

Em autocrítica, Leandro Euzébio admitiu que é necessário uma melhora coletiva e se mostrou confiante na redenção de atacantes e defensores no clássico com o Botafogo, domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, pela 30ª rodada.Sabemos que no ataque não estamos conseguindo fazer os gols. Mas, independentemente disso, nós, lá atrás, não podemos sofrer. Contra o Cruzeiro, na única bola de perigo saiu o gol. É difícil. Acredito que a partir de domingo vamos conseguir fazer os gols e a defesa não tomar. Precisamos colocar um ponto final nisso.

O zagueiro, por sua vez, ressaltou que altos e baixos são normais em uma competição de pontos corridos e secou o Cruzeiro, atual líder do Brasileirão.

- Todo mundo caiu um pouco o rendimento. É normal no futebol. Aconteceu também com o Corinthians. O Cruzeiro está tendo uma sequência boa, mas acreditamos que também vai ter o tropeço dele. Um time pode ganhar muito, só que uma hora vai ter uma derrota.

Com 52 pontos, o Fluminense é o segundo colocado no Brasileirão, atrás do Cruzeiro, que tem 54. Corinthians, com 49, Santos, 47, e Internacional, 45, estão na sequência na disputa pelo troféu de campeão.

veja também