MENU

Sub-20 encara Equador em confronto de vida ou morte no Sul-Americano

Sub-20 encara Equador em confronto de vida ou morte no Sul-Americano

Atualizado: Quarta-feira, 9 Fevereiro de 2011 as 3:39

O confronto da madrugada desta quinta-feira, às 0h10m (de Brasília), é de vida ou morte para a Seleção Brasileira sub-20. O adversário do time canarinho é o velho conhecido Equador, com quem a equipe duelou na primeira fase do Sul-Americano da categoria, em Tacna, e levou a melhor: 1 a 0. Uma vitória sobre os rivais deixa o grupo comandado pelo técnico Ney Franco a um triunfo das Olimpíadas de 2012, em Londres, e do título do torneio continental, que também garante vaga no Mundial, em julho, na Colômbia. Neymar, suspenso, está fora e assistirá ao confronto da tribuna de honra do Estádio Universidad Nacional San Agustín. Acompanhe a partida ao vivo pelo Sportv e em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM.

Com uma vitória dos brasileiros na madrugada desta quinta-feira, a decisão pela vaga olímpica só será definida na última rodada, no próximo sábado. O time canarinho torce também por um tropeço da Argentina diante dos uruguaios porque chegaria no último confronto precisando apenas de um empate para assegurar a vaga nos Jogos Olímpicos.

Por outro lado, uma derrota complicaria as pretensões da equipe canarinho de ir às Olimpíadas. O Brasil chegaria a última rodada precisando vencer os uruguaios e torcer por tropeços de Argentina e Equador. Com um empate diante dos equatorianos, a Seleção precisaria de uma combinação de resultados para chegar aos Jogos de Londres.

O Uruguai lidera o hexagonal final, com sete pontos, seguido do Brasil e da Argentina, com seis. O Equador aparece na terceira posição, com cinco. A Colômbia tem apenas um, e o Chile, já eliminado, não pontuou nesta fase do Sul-Americano.

Ney Franco tem três desfalques para o jogo diante dos equatorianos

Na partida da madrugada desta quinta-feira, o técnico Ney Franco não poderá contar com três jogadores. Os zagueiros Bruno Uvini, que sofreu uma fratura na fíbula, e Juan, expulso diante da Argentina, e o atacante Neymar, que cumprirá suspensão, estão fora do confronto. Saimon e Romário vão formar a zaga titular. Diego Maurício é o mais cotado para substituir o camisa 7, artilheiro do Sul-Americano, com sete gols.

Apesar dos defalques, o treinador afirmou que o grupo tem tudo para fazer uma boa apresentação diante dos equatorianos. Basta a equipe mostrar a mesma concentração das primeiras partidas do hexagonal final. Segundo Ney Franco, o time já perdeu os pontos que poderia perder no torneio e não pode cometer mais deslizes.

- A nossa postura é sempre a mesma: viver cada jogo, buscar vencer uma partida de cada vez. O tropeço que nós tínhamos direito na competição já foi cometido. Foi um jogo atípico. Não temos mais o direito de tropeçar. Temos que vencer e esperar o resultado dos outros jogos e diante do Uruguai garantir a nossa classificação para as Olimpíadas - avaliou o treinador.

Questionado sobre a ausência de Neymar, Ney Franco afirmou que a Seleção Brasileira é um grupo e saberá atuar sem a sua principal estrela.

- Cada equipe tem os seus jogadores de destaque. As grandes equipes do mundo têm atletas para substituir esses destaques. Na Seleção, não é diferente. O Messi é o grande jogador do Barcelona, mas eles têm outros para entrar em seu lugar. O Real Madrid tem o Kaká e o Cristiano Ronaldo e devem ter atletas com capacidade para atuar. As seleções não podem depender apenas de um jogador. É assim que funciona - disse o comandante.

Equador: a surpresa do Sul-Americano sub-20

Comandada por Sixto Vizuete, a seleção equatoriana é considerada por Ney Franco a principal supresa do Sul-Americano sub-20. Segundo o treinador brasileiro, no começo da competição, ninguém esperava que a equipe pudesse eliminar o Paraguai do hexagonal final. De acordo com o comandante canarinho, o time pode até brigar por uma vagas nas Olimpíadas de 2012.

- É uma equipe que na primeira fase se classificou bem, surpreendeu. Ganhou na primeira rodada do hexagonal da Argentina, fez um bom jogo contra a Colômbia. É a grande surpresa da competição. O Equador, nós não colocávamos como favoritos, mas está crescendo no torneio - analisou Ney Franco, elogiando o trabalho elaborado pela federação local.    

veja também