MENU

Sucessor do 'Santo', Deola se firma e vê sequência como titular

Sucessor do 'Santo', Deola se firma e vê sequência como titular

Atualizado: Quinta-feira, 3 Novembro de 2011 as 10:58

O goleiro Marcos deve se aposentar no fim deste ano, mas será bem representado no Palmeiras pelas próximas temporadas. Conhecido por formar grandes goleiros, o Verdão já tem uma fila de postulantes à sucessão do cargo de “Santo” do gol palmeirense. O primeiro deles é Deola, 28 anos, titular nas últimas oito partidas do Campeonato Brasileiro graças às crônicas dores no joelho de Marcos.

Deola trabalha duro em treino: sucessão de Marcos anima goleiro (Foto: Marcos Ribolli/Globoesporte.com) As atuações regulares de Deola têm agradado ao técnico Luiz Felipe Scolari e, principalmente, ao preparador de goleiros Carlos Pracidelli. A sequência no fim do Brasileirão serve como aperitivo para Deola, que deve ser confirmado como titular após o anúncio da aposentadoria de Marcos. Por conta disso, o goleiro sente que sua hora está chegando no clube. – A oportunidade está cada vez mais próxima mesmo, mas a cada jogo tenho de provar mais e mais porque a concorrência é muito grande. A grande vantagem do Palmeiras é que todos são bons e isso faz com que você nunca deixe de se empenhar. Se der uma vacilada, os outros te passam rapidinho – alertou Deola.

Revelado pelo Palmeiras no início da década passada, Deola rodou por vários clubes do interior paulista antes de ser aproveitado entre os profissionais. Só depois de 2008 é que ele foi definitivamente integrado ao elenco, e aos poucos cavou seu espaço na equipe. Na ocasião, o reserva imediato de Marcos era Bruno, hoje emprestado à Portuguesa. Forte nos treinos, Deola foi ganhando oportunidades até ser alçado à reserva do “Santo”, a partir da chegada de Felipão.

Firme na posição, Deola se encontra hoje em outro patamar dentro do clube. Respeitado e tratado como um dos novos líderes do elenco, o goleiro tem participação fundamental até mesmo quando Marcos joga, trocando experiências e impressões com o ídolo. Aos poucos, vai se tornando espelho dos outros reservas, Fábio e Raphael Alemão, considerados promissores por Luiz Felipe Scolari.

– Mesmo quando o Marcos estava jogando eu me sentia bastante útil porque tinha coisas boas a passar, então nunca me senti desprezado. Nenhum outro goleiro do Palmeiras se sente assim. Estou há 11 anos esperando essa oportunidade, todo mundo tem seu momento certo de jogar – explicou Deola.          

veja também