MENU

Surfe: intruso em festa australiana, Gabriel Medina é campeão mundial júnior sub-18

Surfe: intruso em festa australiana, Gabriel Medina é campeão mundial júnior sub-18

Atualizado: Quinta-feira, 28 Janeiro de 2010 as 12

Quando Gabriel Medina entrou nas águas de Pina Beach, na Nova Zelândia, para o Mundial Júnior da ISA, a festa era toda da Austrália. Antes, Matt Banting (sub-16 masculino) e Tyler Wright (sub-16 feminino) haviam levado o ouro, garantindo ao seu país o quinto título consecutivo por equipes na competição. Para completar, só faltava a vitória na última prova, a sub-18 masculina. Mas Medina, de 16 anos, apareceu de penetra e, com uma exibição quase perfeita, se consagrou campeão mundial júnior na madrugada desta quinta.

A performance de Medina foi surpreendente. Uma das principais promessas do surfe nacional, o paulista tinha como adversários na final o favorito Jordy Watson, da Austrália, Tamaroa McComb, do Taiti, e Beyrick de Vries, da África do Sul. Como um intruso indesejável na festa australiana, o brasileiro somou 19.90 em 20 pontos possíveis, desbancando os adversários. Além disso, se deu ao luxo de descartar notas 9.46, 8.50, 8.20 e 7.40 para ficar com o título.

- Eu me sinto muito bem, estou muito feliz. As ondas estavam perfeitas para realizar aéreos. Tudo o que posso dizer é que amo a Nova Zelândia - disse o tímido surfista, após sair da água.

O brasileiro recebeu elogios do campeão mundial de surfe em 1989, o sul-africano Martin Potter, hoje comentarista do evento na Nova Zelândia.

- A atuação de Medina foi uma das melhores performances na história do surfe competitivo.

Há tempos que o paulista aparece como promessa do surfe brasileiro. No ano passado, então com 15 anos, ele se tornou o mais jovem a conquistar uma etapa do circuito WQS, na Praia Mole, em Santa Catarina. Além disso, sua exibição no World King of Groms, na França, quando conquistou duas notas 10 na final e igualou o feito de Kelly Slater, mereceu elogios do australiano Mick Fanning, campeão do Circuito Mundial em 2009.

veja também