MENU

Técnico do Manchester City já se despede de Robinho e elogia Jô

Técnico do Manchester City já se despede de Robinho e elogia Jô

Atualizado: Quarta-feira, 25 Agosto de 2010 as 9:23

Robinho disse “não” ao Fenerbahçe na terça-feira, mas em breve deverá deixar o Manchester City. O técnico Roberto Mancini já fala até em tom de despedida sobre o brasileiro, que chegou ao clube em 2008 como a contratação mais cara da história do futebol inglês. Por outro lado, o italiano exaltou a presença de outro brasileiro na equipe: Jô.

Para ter o camisa 10, o City pagou 32,5 milhões de libras (R$ 88 milhões) ao Real Madrid em 2008. Após um bom início, Robinho deixou de brilhar e teve problemas com os técnicos Mark Hughes e Mancini. Perdeu o lugar no time titular e acabou emprestado ao Santos neste ano. Na terça, o craque afirmou que não quer jogar na Turquia e que espera um acerto com algum clube da Espanha ou Itália até o dia 31, quando o mercado de transferências fecha na Europa.

- Robinho tem duas ou três opções. Quando ele escolher saberemos para onde irá. Conversei com Robinho e disse que ele pode ficar se trabalhar e treinar bem. Tenho bom relacionamento com ele. Mas acho que ele quer jogar na Itália ou Espanha – disse Mancini.

Jô foi contratado também em 2008, um pouco antes de Robinho, e custou 19 milhões de libras (R$ 51 milhões) aos cofres do City. Porém, nunca se firmou e foi emprestado duas vezes: para o Everton e Galatasaray. De volta a Manchester, o ex-corintiano tem sido bastante utilizado pelo treinador italiano neste início de temporada.

- Acho que Jô é um bom atacante. Lembro dele no CSKA quando eu estava no Inter de Milão. Ele é um bom jogador – elogiou.

Além de Robinho, Mancini confirmou que Roque Santa Cruz também deixará o clube agora. O destino do paraguaio deverá ser o futebol italiano.

- Roque é um cara fantástico e um grande jogador. É possível que ele acerte com o Lazio ou outro time – concluiu o técnico, que conta ainda com os atacantes Adebayor, Balotelli e Tevez no elenco

veja também