MENU

Técnico elogia Ganso e vê rendimento do meia crescer sob pressão

Técnico elogia Ganso e vê rendimento do meia crescer sob pressão

Atualizado: Quinta-feira, 24 Março de 2011 as 10:47

O Santos venceu o Mogi Mirim, por 3 a 1, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. Mas a grande expectativa do jogo era pela reação da torcida ao meia Paulo Henrique. Só que o público pequeno e a grande atuação do camisa 10, participando dos três gols da vitória santista, mantiveram os ânimos dos torcedores mais calmos após o apito final do árbitro. Fato que, segundo o técnico interino da equipe, Marcelo Martelotte, é positivo para o jogador.

Para o treinador, Ganso demonstrou que, mesmo em meio à cobrança e críticas de parte da torcida, por conta da sua negociação frustrada de um plano de carreira e a possibilidade de deixar o clube, seu rendimento dentro de campo não sofreu com essas indefinições.

"O torcedor é muito passional, mas hoje (quarta) não se pode negar que o Paulo Henrique foi decisivo novamente. Ele deu um passe genial para o primeiro gol, participou dos outros dois. Sabemos que tudo o que acontece fora de campo, aumenta a responsabilidade dele dentro das quatro linhas. No entanto, o Ganso provou mais uma vez que joga melhor sob pressão", afirmou Martelotte.

O interino alvinegro crê que só dentro de campo, o meia irá dar a resposta ao torcedor do Santos e amenizar a pressão sobre ele, que tem se intensificado nos últimos dias. "Mesmo que o torcedor saia de casa com má vontade, o que o Ganso rende no campo, a qualidade que ele tem, faz com que eles tenham que aplaudi-lo, incentivá-lo. Mas é uma realidade com a qual ele precisa lidar. O Paulo vai ter de atuar num nível mais alto sempre. Até agora, porém, ele tem ido bem", concluiu.

veja também