MENU

Técnico Luxemburgo, agora no Grêmio, nega decadência

Técnico defende projeto e nega decadência

Atualizado: Quinta-feira, 23 Fevereiro de 2012 as 11:54

Desde 2004 sem vencer um título de nível nacional, Vanderlei Luxemburgo nem se preocupa com o fato. Durante sua apresentação no Grêmio no Estádio Olímpico, em Porto Alegre o técnico defendeu a tese de que mais importante do que conquistar títulos é pensar em um projeto que leve o clube a "pertencer" às maiores competições do continente. 

Após ter sido demitido do Flamengo há três semanas para ser substituído por Joel Santana, foi confirmado na última terça-feira como o novo comandante do Grêmio, assumindo o cargo que desde o início da temporada era de Caio Júnior.

"As pessoas confundem projeto com conquistas de título. Conquistar títulos pode ser um castelo de areia, e projeto não: ele se sustenta", afirmou Luxemburgo, diferenciando os dois temas. Ele usou essas palavras para explicar por que não se preocupa com a falta de grandes troféus: o último de seus cinco Campeonatos Brasileiros ganhos como treinador veio em 2004, pelo Santos.

"O único time em que trabalhei nos últimos anos e não foi à Libertadores foi o Atlético-MG. Nos outros ganhei o Estadual e levei para a Libertadores. Meu projeto é colocar o Grêmio nas competições internacionais - tem que pertencer a elas, se viver ali, na segunda, na terceira edição vai ganhar", completou.

Desde aquela conquista no Santos, Luxemburgo conquistou três vezes o Campeonato Paulista (duas pelo próprio clube, em 2006 e 2007, e uma pelo Palmeiras, em 2008); uma o Campeonato Mineiro (pelo Atlético-MG, em 2010) e uma o Campeonato Carioca (pelo Flamengo, em 2011).

"Não estou precoupado se o Vanderlei não ganhou o Brasileiro. Vou ganhar mais uma vez, não vou me aposentar", disse o técnico, 59 anos. "O Luxemburgo ganhou o Carioca (de 2011) invicto, para todo mundo presta, para o Luxemburgo não presta porque ele tem que ser campeão brasileiro".

"Estou com aquela piscadinha, aquela vontade de querer ganhar. Vim para o Grêmio com o friozinho de querer estar próximo de uma conquista", apontou ele, que já estava em Porto Alegre nesta quarta, quando viu pela televisão a vitória do Grêmio por 2 a 1 sobre o Internacional pelas quartas de final da Taça Piratini, primeiro turno do Gaúcho. Nesse jogo, o time tricolor foi dirigido pelo interino Roger Machado, ex-zagueiro revelado no próprio clube.

 

 

 

 

Com informações de Terra

veja também