MENU

'Temos de continuar vencendo para nada ser esquecido', diz Rafael

'Temos de continuar vencendo para nada ser esquecido', diz Rafael

Atualizado: Sexta-feira, 9 Dezembro de 2011 as 10:48

As últimas gerações do Santos contaram com legítimos representantes do futebol alegre, casos de Neymar, Ganso, Robinho e Diego. Porém, as temporadas 2010 e 2011 serviram para mostrar ao torcedor alvinegro que o Peixe também é capaz de formar grandes talentos no gol.

Na contramão dos holofotes, sempre voltados para as jogadas de efeito dos atacantes, o garoto Rafael ganhou uma oportunidade de mostrar que o clube também é capaz de formar bons goleiros. E foi assim que o jogador ganhou a posição no Brasileirão do ano passado e se firmou definitivamente entre os titulares do Peixe. Assista ao vídeo acima!

Apesar da desconfiança inicial da torcida, que não encontrava segurança em um camisa 1 desde a saída de Fábio Costa, o jovem se tornou um dos pilares do elenco comandado por Muricy Ramalho.

Natural de Sorocaba, Rafael entrou para a história do Santos e do futebol brasileiro ao se tornar o goleiro mais jovem a ter conquistado uma edição de Taça Libertadores. Mas engana-se quem acha que a trajetória do time no torneio tenha sido tarefa tranquila.

Rafael comemora o título da Libertadores na Vila Belmiro (Foto: Grazir Junior / Globoesporte.com) - Infelizmente, começamos muito mal na Libertadores. Nós sabíamos da qualidade da nossa equipe e nos apoiamos em nosso trabalho nas últimas três partidas. Após somar apenas dois pontos nas primeiras três rodadas da fase de grupos do torneio continental, o Santos se viu obrigado a vencer todos os compromissos restantes para avançar na competição. A sequência final de 11 jogos sem derrota fizeram com que o Peixe conseguisse seu terceiro título no torneio.

- Acredito que já estamos marcados na história do clube. Fazia 48 anos que o Santos não vencia uma Libertadores, mas sabemos que no futebol temos de continuar vencendo para nada ser esquecido.

Com apenas 20 anos, Rafael já fez 106 partidas com a camisa do Santos e tem no currículo uma convocação para a Seleção Brasileira. O jogador, que foi chamado por Mano Menezes para amistoso contra a Argentina, é nome quase certo para a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres no ano que vem. Antes disso, porém, ele espera ansioso pela estreia do Peixe no Mundial de Clubes.

- Se conquistarmos a estrela do Mundial, vamos entrar ainda mais para a história do clube. Esse é o objetivo de todos.

Rafael virou titular do Santos no segundo semestre de 2010 (Foto: Miguel Schincariol / Globoesporte.com)          

veja também