MENU

Timão bate Rio Claro, mas está fora do Paulista

Timão bate Rio Claro, mas está fora do Paulista

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

O Corinthians sofreu o primeiro grande revés no ano de seu centenário. Apesar da goleada por 5 a 1, de virada, sobre o agora rebaixado Rio Claro, nesta quarta-feira, no Pacaembu, o Timão não teve a combinação de resultados necessária e disse adeus ao sonho do bicampeonato paulista. Com a precoce eliminação no Estadual, a Taça Libertadores passa de sonho a obrigação para evitar que um ano histórico com uma equipe de jogadores renomados seja marcado por fracassos dentro de campo.

Para avançar no Paulistão, a equipe dirigida pelo técnico Mano Menezes contava com tropeços de Grêmio Prudente ou São Paulo. Entretanto, ambos venceram São Caetano e Santo André, chegaram a 37 e 36 pontos, respectivamente, e garantiram as duas últimas vagas nas semifinais. O Timão termina a fase classificatória em quinto, com 35.

Santos e São Paulo se enfrentam em um dos duelos, enquanto o Ramalhão pega o clube do interior do estado. Os confrontos começam no próximo fim de semana, mas, nesta quinta-feira, às 11h, a Federação Paulista de Futebol anuncia as datas e os horários das partidas.

Fora da briga pelo segundo título paulista consecutivo, o Corinthians volta a pensar exclusivamente na Libertadores. Líder do Grupo 1, com dez pontos, o Alvinegro pode garantir a classificação às oitavas de final na partida contra o Racing-URU, na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), em Montevidéu. Os uruguaios estão em segundo na chave, com sete.

Rio Claro complica o Timão

A forte chuva que caiu sobre São Paulo durante todo o dia atrapalhou bastante o Corinthians. Acostumado aos toques rápidos, o Timão esbarrou em um gramado pesado e na forte marcação feita pelo Rio Claro. Mano Menezes apostou na aproximação de Danilo no ataque, mas a dificuldade em furar o bloqueio e em trabalhar com velocidade impediu o Alvinegro de pressionar. Para complicar, em Piracicaba, o São Paulo já vencia o Santo André por 1 a 0.

Apesar da cautela, o Rio Claro assustou logo aos dez minutos. Luiz Fernando pegou rebote fora da área e bateu forte. A bola desviou em Jucilei e quase entrou no canto direito. Três minutos mais tarde, os visitantes abriram o placar. Após cobrança de falta pela esquerda, Rafael Santos não segurou e soltou a bola nos pés de Luciano, que apenas empurrou para o gol.

O Corinthians só respondeu em chutes de longa distância. Aos 18, Dentinho passou por Robinho, invadiu a área e finalizou fraco para Sidney defender, enquanto Ronaldo aparecia livre pelo lado esquerdo. O atacante surgiu novamente, aos 21, batendo de longe e obrigando o camisa 1 rival a fazer boa intervenção. A vaga, porém, ficaria ainda mais distante com o segundo gol do São Paulo e o Grêmio Prudente fazendo 1 a 0 sobre o São Caetano.

Confira os melhores momentos da partida:

Mesmo assim, o Corinthians foi para cima. Aos 28, Elias perdeu grande chance de empatar. Dentinho recebeu de Danilo na área e cruzou. A zaga cortou parcialmente, Ronaldo pegou o rebote, driblou Netinho e rolou para o volante encher o pé quase na pequena área e mandar a bola por cima. Logo em seguida, Tcheco, que recebeu de Robinho uma pancada no tornozelo esquerdo, foi substituído por Iarley.

O empate corintiano veio em seguida, aos 31. Roberto Carlos bateu falta pela esquerda, Ronaldo resvalou levemente na bola, que ainda desviou no zagueiro Robinho antes de entrar. A esperança da classificação ressurgiu também pelo gol do Santo André, descontando para 2 a 1 a vantagem são-paulina.

Corinthians faz o vira-vira, mas dá adeus

No segundo tempo, mesmo com a chuva voltando a apertar, o Corinthians voltou disposto a fazer sua parte na briga pela vaga. Aos três minutos, a virada. Elias arrancou da intermediária e tocou para Dentinho na direita. O atacante invadiu a área e chutou forte, acertando o canto esquerdo de Sidney. No minuto seguinte, Iarley disparou para o ataque e tocou para Ronaldo bater rasteiro, muito perto da trave direita.

A pressão alvinegra continuou, e a vantagem não demorou a aumentar. Dentinho, aos sete, deu belo passe para Ronaldo na área. O atacante dominou e tocou para Iarley empurrar e fazer 3 a 1. Segundos depois, a Fiel explodiu no Pacaembu com o gol do São Caetano contra o Grêmio Prudente. No entanto, a arbitragem anulou e frustrou os torcedores.

Com a vitória em casa praticamente assegurada, todos no Pacaembu, jogadores ou não, aguardavam informações dos outros jogos. Em Piracicaba, o São Paulo ficava mais próximo da classificação com o terceiro gol. A esperança passava para o São Caetano obter, pelo menos, um empate em Presidente Prudente.

Enquanto o placar não se alterava no interior, Roberto Carlos aproveitou para mostrar que vive grande fase no Timão. Aos 21, ele recebeu de Danilo na área, passou por um marcador e disparou uma bomba no ângulo esquerdo de Sidney. Golaço e aplausos da Fiel para o pentacampeão.

Apesar da goleada, o clima era de tensão nas arquibancadas do Pacaembu. Apenas Dentinho conseguiu fazer os torcedores sorrirem novamente, aos 31, com o quinto gol. Ele recebeu lançamento em profundidade e, na saída do goleiro, bateu para ampliar.

O que seria uma noite de festa pela goleada corintiana se transformou em tristeza para a Fiel. Grêmio Prudente e São Paulo garantiram suas vitórias, foram às semifinais e eliminaram o Corinthians do Paulistão. Ao Timão restou apenas terminar o jogo ouvindo gritos de incentivo e aplaudos de seus torcedores.

Por: Carlos Augusto Ferrari

veja também