MENU

Timão inicia batalha pela América na última oportunidade da 'era Ronaldo'

Timão inicia batalha pela América na última oportunidade da 'era Ronaldo'

Atualizado: Quarta-feira, 26 Janeiro de 2011 as 9:05

A história começa a escrever nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu, o mais importante capítulo da passagem de Roberto Carlos e Ronaldo pelo Corinthians. Idolatrados no mundo todo, os pentacampeões têm a última chance na carreira de se consagrarem com a camisa de um clube brasileiro. Não há mais espaço para erros, já que ambos devem pendurar as chuteiras em dezembro. Depois do fracasso de 2010, o Timão dá o pontapé inicial na Taça Libertadores pressionado pela torcida, ávida pela inédita conquista, e por ainda não ter jogado bem no ano. O adversário é o pouco conhecido Deportes Tolima-COL, azarão na briga por uma vaga na fase de grupos.

Mais do que a eterna cobrança para vencer a competição sul-americana, o Corinthians convive também com a desconfiança. A diretoria não conseguiu os reforços de peso que prometeu e, de quebra, perdeu peças importantes, como o zagueiro e capitão William, aposentado, e o motorzinho do meio de campo Elias, vendido ao Atlético de Madri-ESP. Para piorar, o rendimento alvinegro no Campeonato Paulista não é nada animador. São dois empates e uma vitória, com atuações bem distantes do que imagina a Fiel.

A seu favor, o Corinthians conta com um elenco entrosado e que se habituou ao sufoco do torneio, principalmente depois da última edição. Dono da melhor campanha de toda a primeira fase, o Alvinegro acabou eliminado logo nas oitavas de final ao ser derrotado pelo Flamengo. O reflexo veio no Campeonato Brasileiro. Mesmo com uma boa campanha, o Timão terminou em terceiro, posição que o jogou para a "repescagem" da Libertadores.

O Tolima não põe medo, mas é encarado como uma incógnita. O clube se classificou como aquele que mais somou pontos entre os torneios Clausura e Apertura, porém, não ficou com o título. O elenco é modesto e sem jogadores conhecidos. Rodrigo Marangoni, estrela do time nos últimos anos, enfraqueceu o elenco com sua ida para o Barcelona-EQU. A aposta agora é em Wilder Medina, artilheiro do último Campeonato Colombiano, com 16 gols.

O segundo duelo está marcado para o dia 2 de fevereiro, em Ibagué. O vencedor deste confronto pegará uma chave nada agradável. O Grupo 7 é visto como o da morte pelos clubes e tem já garantidos o Estudiantes-ARG, Cruzeiro e Guaraní-PAR.

O chileno Enrique Osses apita a partida. Ele será auxiliado pelos compatriotas por Patricio Basualto e Sergio Román. A Rede Globo transmite a partida para os estados de SP, TO e MS. O GLOBOESPORTE.COM acompanha, em Tempo Real.

O que está em jogo

Corinthians: como disse o lateral-esquerdo Roberto Carlos, é o momento de atropelar o adversário. O Timão precisa abrir uma boa vantagem para jogar mais tranquilo na Colômbia. Uma vitória por alguns gols de diferença praticamente garante a classificação corintiana.

Tolima: os colombianos buscam o caminho inverso. A hora é de segurar a força corintiana e levar para Ibagué um empate. Até mesmo uma derrota por um gol de diferença é bem vista pelos jogadores, principalmente por confiarem em suas atuações como mandantes.

As escalações

Corinthians: Tite vai mandar a campo a força máxima do Timão. O lateral-direito Alessandro, recuperado de uma catapora, retorna à equipe na vaga de Moacir, que sofreu uma lesão na coxa direita no último domingo. O Alvinegro atuará no esquema mais vitorioso da era Mano Menezes, o 4-3-3. A escalação: Julio Cesar, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei e Bruno César; Dentinho, Ronaldo e Jorge Henrique.

Tolima: Hernán Torres não deve apresentar grandes novidades na equipe colombiana depois de alguns jogos na pré-temporada. O esquema tático será mais cauteloso, contudo, sempre visando os espaços nas costas dos laterais. A formação: Silva; Vallejo, Julian Hurtado, Arrechea e Noguera; Chara, Bolívar, John Hurtado, Castillo e Murillo; Medina.

Fique de olho

Corinthians: Ronaldo promete que a última temporada como jogador profissional será em alta. Apesar de duas atuações apenas regulares contra Portuguesa e Noroeste, o Fenômeno conta com um histórico de dar inveja a qualquer um. É o maior artilheiro da história das Copas do Mundo em ação.

Tolima: Medina é a grande arma dos colombianos. Veloz e com muito boa movimentação, o atacante de 29 anos fez sucesso na última temporada, anotando com 16 gols e sendo artilheiro máximo do campeonato local. Única peça no ataque, ele promete infernizar Chicão e Leandro Castán com muita velocidade.

O que eles disseram

Tite, técnico do Corinthians: "Temos que tirar alguma vantagem do jogo. Vencer e não tomar gol, melhor. Essa partida tem um caráter decisivo de 180 minutos. Conquistar uma boa vantagem com um bom desempenho é fundamental".

Hernán Torres, técnico do Tolima: "Temos que jogar. Ninguém vencer antes disso. Respeitamos muito o Corinthians, que tem uma história muito grande no futebol, mas também queremos a classificação".

Números e Curiosidades

- Corinthians e Tolima da Colômbia se enfrentam pela primeira vez dentro da Taça Libertadores da América. O Timão disputa a competição continental pela 9ª vez e apenas pela 2ª vez participa da Libertadores em anos consecutivos (a outra foi em 99/2000). Já o Tolima participa pela 5ª vez da competição. A última participação corintiana foi em 2010, quando acabou eliminado nas 8º de final pelo Flamengo.

- O Corinthians disputa pela 9ª vez a Taça Libertadores da América. O Timão participou das Libertadores em 77 (eliminado na 1º fase); 91 (eliminado nas 8º de final pelo Boca Juniors); 96 (eliminado nas 4º de final pelo Grêmio); 99 (eliminado pelo Palmeiras nas 4º de final); 2000 (novamente eliminado pelo Palmeiras, nas semifinais); 2003 e 2006, sendo eliminado pelo River Plate nas 8º de final em ambas as oportunidades e 2010 quando foi eliminado pelo Flamengo também nas 8ª de final. O São Paulo, com 15 participações, é a equipe brasileira que mais disputou a Taça Libertadores.

- Esta é a quinta vez que o Corinthians enfrenta um adversário colombiano pela Libertadores. Em 2006, o Timão enfrentou duas vezes o Deportivo Cali, vencendo os dois jogos, por 1x0 na Colômbia, gol de Ricardinho e 3x0 em São Paulo gols de Marcus Vinicius, Tévez e Nilmar. Ano passado, o Timão empatou com o Independiente Medellín na Colômbia (1x1) e venceu por 1x0 em São Paulo. Entre todos os países com representantes na Libertadores, o Corinthians somente não cruzou com adversários de Venezuela e Peru.

veja também