MENU

Timão planeja amistoso com Seleção para inaugurar estádio em Itaquera

Timão planeja amistoso com Seleção para inaugurar estádio em Itaquera

Atualizado: Quinta-feira, 20 Outubro de 2011 as 11:28

A Fifa vai confirmar nesta quinta-feira que a abertura da Copa do Mundo no Brasil será no estádio do Corinthians, em São Paulo. Porém, o clube alvinegro pretende fazer a sua própria festa de inauguração. E se os planos derem certo, a Seleção Brasileira vai debutar em Itaquera antes do pontapé inicial do Mundial, marcado para o dia 12 de junho de 2014. A diretoria de marketing do Timão quer um amistoso contra o time canarinho.

Rosenberg, diretor de Marketing do Corinthians

(Foto: Carlos Augusto Ferrari / Globoesporte.com) O Barcelona, melhor equipe do mundo, também está na mira de Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing alvinegro. Só que o caminho para fechar com a CBF parecer mais curto. Não só pelo técnico da Seleção, Mano Menezes, ter uma estreita relação com o Corinthians, mas também pela amizade entre Ricardo Teixeira, presidente da entidade, e Andrés Sanches, mandatário do Timão.

- Vamos ter uma abertura nossa, antes da Copa do Mundo. Teremos comemoração o dia inteiro, com atividades infantis, shows. Depois quero um jogo de veteranos, com todos os ídolos vivos do Corinthians entrando em campo. E o evento principal deve ser uma partida contra a Seleção Brasileira ou o Barcelona, com um mega show encerrando a noite. Será marcante. São Paulo vai parar – falou Rosenberg.   Apesar de a diretoria do Timão negar, a confirmação do estádio em Itaquera como sede da abertura da Copa do Mundo é também uma vitória sobre o arquirrival São Paulo. Inicialmente, era o Morumbi, estádio do Tricolor, o principal candidato da capital paulista. Problemas políticos e estruturais, no entanto, travaram o projeto são-paulino e abriram espaço para o Corinthians construir o tão sonhado estádio.

- Temos duas alegrias: uma é de ter chegado à terra prometida, com a viabilização do estádio, e a outra é o orgulho de ter encontrado a única forma possível de hospedar a abertura da Copa do Mundo em São Paulo. Não temos dúvida de quem ajudou quem, mas o que ficou como consenso é que tivemos ajuda pública. E isso não é o correto. Nós ajudamos muito a cidade – acrescentou o dirigente alvinegro.

Construtora está acelerando o ritmo das obras no estádio do Corinthians (Foto: Divulgação / Odebrecht)   Rosenberg quer dizer que o Corinthians foi a salvação de São Paulo no projeto do Mundial de 2014 – a cidade chegou a ser ameaçada de exclusão pela Fifa e perdeu a Copa das Confederações. O diretor de marketing do Timão não faz nenhuma declaração polêmica sobre o assunto, muito menos brinca com a “derrota” do Tricolor, mas deixa claro que o sentimento do corintiano é de heroísmo.

- Para Fifa seria uma derrota incrível não ter a abertura em São Paulo. E para nós, corintianos, é uma questão de orgulho nacional da república. Dois anos atrás, o Corinthians não tinha nenhum projeto de estádio e o São Paulo, com o Morumbi, é que ia fazer. Hoje temos um projeto moderno que salvou o estado. A Fiel está feliz por não deixar a cidade ser humilhada – completou Rosenberg.

Recentemente, em visita ao estádio do Corinthians, a Fifa mostrou-se impressionada com a evolução das obras, iniciadas, com atraso, em 30 de maio deste ano. A previsão de conclusão da arena é dezembro de 2013. Depois disso, o clube paulista tem de liberar o estádio para a entidade máxima do futebol em abril de 2014. Só que antes disso, a direção alvinegra tem alguns planos.

- Queremos usar o estádio também em competições antes de entregar para a Fifa. Mas isso depende muito do cronograma da obra e da ausência de chuvas – falou.          

veja também