MENU

Timão precisa de pouco mais da metade dos pontos para ser campeão

Timão precisa de pouco mais da metade dos pontos para ser campeão

Atualizado: Sexta-feira, 15 Julho de 2011 as 11:50

Corinthians de Willian vai "voando" em direção ao

título brasileiro (Foto: Ag. Estado)

  Tite ainda não quer nem ouvir falar no assunto, mas o início arrasador abriu caminho para o Corinthians ser o grande favorito a ficar com o título do Campeonato Brasileiro de 2011. Não bastasse o ótimo desempenho, o Timão conta também com os números para se fortalecer na disputa. Apesar de o torneio ter chegado apenas à nona rodada, o Alvinegro só precisa obter pouco mais da metade dos pontos das 29 partidas restantes para levar o caneco para o Parque São Jorge.

Desde que o Brasileirão passou a ter 20 clubes, em 2006, o campeão obtém em média 73 pontos. Para atingir tal marca em 2011, o Corinthians necessita somar 48 dos 87 pontos em disputa até a última rodada. Isso representa somente 55,1% do total. Tarefa não muito complicada para quem tem 92,6% de aproveitamento até o momento.

A pontuação final do campeão pode variar para cima ou para baixo. Em 2006, o São Paulo levantou o título com 78, quantia que vem caindo ano a ano. Nas duas edições seguintes, o Tricolor fez de 77 e 75, respectivamente. Já em 2009, o Flamengo acumulou somente 67, número que subiu um pouco em 2010, com o Fluminense, passando para 71.

A quantidade de vitórias dá uma dimensão da campanha alvinegra e do que é necessário fazer até o fim. O Timão conseguiu oito triunfos e, assim, precisaria de mais 16 para atingir os 48 pontos que faltam. Nas edições com 20 clubes, o recorde de resultados positivos é do São Paulo de 2007, com 23. Entretanto, o Flamengo de 2009 foi campeão com somente 19.  

Depois de bater o Internacional por 1 a 0, no Pacaembu, o Corinthians chegou a seis pontos de vantagem para o Flamengo, segundo colocado. Até hoje, na era dos pontos corridos, nenhum líder conseguiu tamanha distância em nove rodadas. O recorde anterior era de 2008 justamente com Rubro-Negro carioca, com cinco. O clube, porém, perdeu jogadores importantes, e o título foi para o São Paulo.

O Corinthians, aliás, atingiu na quinta-feira a marca de 18 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro. O Timão não perde desde o dia 13 de outubro de 2010, quando foi batido por 2 a 0 pelo Vasco, em São Januário, no primeiro jogo desde a demissão do técnico Adilson Batista – o auxiliar Fábio Carille dirigiu a equipe.

Nos pontos corridos, apenas outras duas equipes conseguiram chegar a essa marca: o Atlético-PR, na campanha do vice-campeonato de 2004, e o São Paulo, campeão nacional de 2008. A diferença é que Furacão e Tricolor atingiram a invencibilidade em apenas uma edição, e não em duas, como o Corinthians.

Mesmo com todos os números e projeções favoráveis, Tite acha cedo para falar em título. Mais que isso, entende que ser campeão sem perder sequer uma partida, feito alcançado somente pelo Internacional de 1979, é extremamente complicado.

- É irreal esse nível, mas remete ao desempenho. Tenho coragem de assumir o bom momento, como tive também de reconhecer o mau momento. Precisamos somar pontos para chegar nos dez últimos jogos no pelotão das quatro ou cinco primeiras equipes. A partir de lá é uma outra questão. Em 38 jogos, é quase impossível (ser campeão invicto). Gostaria que fosse assim, mas com esse nível técnico é impossível – completou.          

veja também