MENU

Timão só empata com Mirassol e perde a oportunidade de ser líder do Paulistão

Timão só empata com Mirassol e perde a oportunidade de ser líder do Paulistão

Atualizado: Quinta-feira, 28 Janeiro de 2010 as 12

A Portuguesa perdeu. O São Caetano também. Mas o Corinthians não fez sua parte. Apenas empatou por 1 a 1 com o Mirassol, no Pacaembu, e perdeu a chance de assumir isoladamente a liderança do Campeonato Paulista. O destaque do jogo, válido pela quarta rodada, foi Ronaldo, que marcou o gol do Timão, mas saiu de campo sentido dores na coxa direita e virou dúvida para enfrentar o Palmeiras, no próximo domingo.

A igualdade até poderia ter dado a liderança ao clube do Parque São Jorge, com oito pontos. Mas o Palmeiras, que bateu o Monte Azul em Ribeirão Preto, chegou à mesma pontuação e leva a melhor no saldo de gols (5 a 2). Portanto, o clássico entre os rivais, domingo, às 17h, no Pacaembu, vai presentear o vencedor com a liderança isolada.

O Mirassol, por sua vez, deixou a zona do rebaixamento temporariamente. Com três pontos, a equipe aparece na 16ª colocação. Só que se o Sertãozinho vencer no complemento da rodada, nesta quinta-feira, o time do técnico Pintado volta para a área da degola. No domingo, às 19h30m, o Mirassol visita o Paulista de Jundiaí.

Ronaldo deu a largada

Só deu Corinthians no primeiro tempo. É verdade que não com o ímpeto que o torcedor alvinegro esperava, mas o controle do jogo foi todo do Timão. A primeira chance dos donos da casa ocorreu aos cinco minutos. Ronaldo deu bom passe para Tcheco na grande área, mas o meia caiu e pediu pênalti, mas o árbitro nada assinalou.

No lance seguinte, aos seis, Tcheco retribuiu o passe do Fenômeno e rolou para o atacante, que, de fora da área, arriscou. A bola, porém, passou longe do gol. Aos oito, nova chance para o camisa 9. Elias avançou pela direita, ganhou na corrida de Anderson Paim e cruzou para Ronaldo. O craque bateu de primeira. Renê defendeu.

Embora sem a mesma presença do seu auge no Corinthians, no primeiro semestre de 2009, Ronaldo é sempre perigoso. Aos 12, ele aproveitou cobrança de escanteio de Tcheco e cabeceou para o chão. A zaga do Mirassol, apagado em campo, tirou. Depois disso, o Timão passou por um momento de baixa na partida.

Sem entrosamento, a equipe de Mano Menezes teve dificuldade para se infiltrar na defesa adversária. Aos 24, Escudero, machucado, deu lugar a Balbuena. Um novo lance de perigo do Timão só foi criado aos 33 minutos. Ronaldo bateu falta rasteira e, no rebote, Dentinho, sem marcação, mandou na rede pelo lado de fora.

Mesmo sem criar grandes jogadas, o Corinthians foi premiado por sua superioridade aos 44 minutos. Tcheco cobrou falta para área, a maioria dos atacantes alvinegros chamou a marcação da zaga do Mirassol, e Ronaldo recebeu livre. O camisa 9 dominou, driblou o goleiro com uma calma impressionante e tocou para o fundo do gol: 1 a 0 Timão.

Esse foi o primeiro gol do Fenômeno em 2010. A meta do jogador para esta temporada é a mesma do ano passado: 30 gols. Em 2009, ele fez 23.

Mirassol reage; Ronaldo preocupa

Para o segundo tempo, o técnico Mano Menezes mandou a campo a mesma formação que encerrou a etapa inicial. Já o Mirassol teve suas alterações. Pintado sacou Éder para a entrada de Vinicius e escalou Ferreira no lugar de Anderson Paim, que na primeira parte do jogo levou uma pancada e recebeu atendimento.

As mudanças no time do interior, porém, não surtiram efeito. Foi do Timão, mais uma vez, o controle da partida. Aos sete minutos, Ronaldo balançou a rede novamente, mas o gol foi irregular. Tcheco deu belo passe em profundidade para o camisa 9, que tocou para as redes. Só que a posição de impedimento foi marcada pelo auxiliar.

Apesar de dominar a partida, o Corinthians acabou castigado por uma única falha. Aos 13 minutos, após cruzamento da esquerda, o goleiro Felipe e o lateral Balbuena não se entenderam na hora de ir na bola, e ela sobrou para Lins, que deu uma bicicleta para a pequena área. Ferreira apareceu para cabecear e empatar a partida.

O gol fez o Timão partir para o ataque com tudo. Aos 18, após passe de Danilo, Ronaldo teve a chance de completar para o gol, mas preferiu o passe para Dentinho. Melhor para a zaga do Mirassol. Logo depois, aos 19, o camisa 9 mais uma vez tentou servir e errou. Na sobra, Elias soltou a bomba, obrigando Renê a fazer a defesa.

Aos 22, Ronaldo levou a mão à coxa direita e caiu no gramado. Imediatamente, o atacante foi substituído por Bill. Três minutos depois, Danilo cruzou para Dentinho marcar de cabeça. Mas novamente o árbitro assinalou impedimento. Aos 30, após troca de passes na entrada da área, Bill bateu cruzado e deu trabalho a Renê.

A situação melhorou para o Corinthians aos 36, quando Amarildo, do Mirassol, foi expulso ao derrubar Dentinho. Mas a falta de entrosamento do Timão pesou, e o empate persistiu até o fim.

Por: Carlos Augusto Ferrari e Leandro Canônico

veja também