MENU

Timão vence o Racing em Montevidéu e garante vaga nas oitavas

Timão vence o Racing em Montevidéu e garante vaga nas oitavas

Atualizado: Quinta-feira, 15 Abril de 2010 as 12

Fora da disputa pelo bicampeonato do Paulistão, o Corinthians confirmou nesta quarta-feira o grande momento que vive na Taça Libertadores, o seu grande objetivo no ano do centenário. O Timão superou uma noite de chuva, frio e um apagão no sistema de iluminação do estádio Parque Central, no Uruguai, para vencer o Racing de Montevidéu por 2 a 0. Com o resultado, garantiu a classificação antecipada às oitavas de final da principal competição sul-americana. Dentinho, artilheiro da equipe na temporada (nove gols) e o melhor em campo, marcou no primeiro tempo, e Elias fechou o placar nos minutos finais.

O terceiro triunfo consecutivo no torneio, o quinto seguido no ano, também manteve a equipe do Parque São Jorge, agora com 13 pontos (quatro vitórias e um empate) e seguindo na liderança do Grupo 1, com a melhor campanha geral. Os uruguaios, candidatos a uma vaga na fase seguinte, aparecem em segundo, com sete, seguidos pelo Independiente Medellín, da Colômbia, com seis; e o Cerro Porteño, do Paraguai, com um apenas um.

Apesar da vaga assegurada, o Corinthians parte agora para encerrar a primeira fase com a melhor campanha entre os 32 participantes, o que garante a vantagem de fazer em casa o segundo jogo na fase de mata-matas . Para isso, o Timão precisa de uma vitória simples sobre o Independiente, na próxima quinta-feira, às 21h50m (de Brasília), no Pacaembu.

Após apagão (no estádio), Dentinho coloca o Timão em vantagem

Uruguaios e brasileiros tiveram pouco tempo para mostrar futebol. Com um minuto e 40 segundos de bola rolando, os refletores do estádio Parque Central, que já estavam sendo abastecidos por geradores, apagaram por um problema em um deles. Foram 15 minutos de paralisação, e no retorno, ainda com muita chuva, Racing e Timão foram muito tímidos no ataque. A equipe da casa tentou pressionar com uma marcação mais avançada, mas pouco produziu.

O Corinthians ficou em vantagem no placar aos 18 minutos, em jogada que saiu dos pés de seus principais jogadores no ano: Roberto Carlos e Dentinho. Em grande fase, o lateral recebeu passe pela esquerda, disparou até a linha de fundo e bateu forte para o meio da área. A zaga afastou mal, e a bola sobrou para o atacante chutar com precisão, no canto direito de Contreras. Foi o nono gol dele em 2010 (oito em competições e um no amistoso frente ao Huracán, da Argentina).

Confira os melhores momentos da partida:

A vantagem fez o técnico Mano Menezes optar por um jogo em “banho Maria”, com a equipe tocando a bola e esperando alguma falha uruguaia. O Racing, aliás, não muito com o que assustar. Mirabaje foi o único jogador que demonstrou certo talento, mas Quiñonez e Cauteruccio não colaboraram no ataque. O goleiro Julio Cesar, em sua segunda oportunidade na temporada, praticamente não teve trabalho.

Em um primeiro tempo morno, coube a Ronaldo tentar fazer um gol de Pelé, aos 36. Em contra-ataque, o Fenômeno arriscou um chute por cobertura, antes da linha do meio de campo, e assustou Contreras. A melhor oportunidade, porém, foi de Danilo, dois minutos depois. Dentinho aplicou lindo drible pela esquerda e cruzou na medida. O meia apareceu sem marcação na entrada da pequena área, mas cabeceou mal e desperdiçou ótima chance de ampliar.

Racing assusta na etapa final, mas Elias garante triunfo no fim

Na volta do intervalo, antes mesmo de o Racing pensar em pressionar, o Corinthians quase fez o segundo, logo no primeiro minuto. Após ótima troca de passes, a bola passou pelos pés de Ronaldo e Elias e chegou até Dentinho. Livre, o atacante bateu cruzado na entrada da área, e Contreras conseguiu fazer grande defesa, espalmando a escanteio. Melhor em campo, o jovem atacante voltou a aparecer bem pouco depois. Aos três, ele pedalou pela direita e chutou forte para o goleiro salvar novamente, agora no ângulo.

O que parecia um jogo tranquilo, no entanto, começou a ficar mais difícil a partir dos 15 minutos. O Timão recuou prematuramente e permitiu que os uruguaios ganhassem força na frente. Mirabaje, aos 21, cobrou falta perigosa, que Julio Cesar mandou pela linha de fundo. Para tentar corrigir a falha e dar velocidade ao ataque, Mano tirou Ronaldo e Dentinho e colocou Jorge Henrique e Iarley, respectivamente.

Mas as trocas não surtiram o efeito esperado pelo treinador, e o Racing continuou melhor. Só que não oferecia grande perigo. Aos 34, Julio Cesar saiu do gol para dividir com Cauteruccio, e a bola sobrou para Mirabaje. De muito longe, o meia tentou por cobertura e errou o alvo. Nos minutos finais, Mano aumentou a retranca com a entrada do zagueiro Paulo André no lugar de Danilo.

Melhor para o Racing. A partir dos 40, o time da casa começou a apostar nas bolas cruzadas para a área. Entretanto, o Timão garantiu o triunfo em seguida. Iarley puxou o contra-ataque e tocou para Jucilei cruzar. Elias apareceu como um atacante entre os zagueiros e cabeceou com precisão no canto esquerdo, aliviando a pressão aos dar números finais ao duelo.

Por: Leandro Canônico

veja também