MENU

Time misto e Marcelinho abrem ano do centenário do Corinthians

Time misto e Marcelinho abrem ano do centenário do Corinthians

Atualizado: Quarta-feira, 13 Janeiro de 2010 as 12

O Corinthians faz nesta quarta-feira, dia 12,  a primeira partida no ano de seu centenário. Torcida e diretoria aguardavam uma festa completa. Mas Mano Menezes tratou de frear o ímpeto de todos.

Contra o Huracán, da Argentina, às 16h, no Pacaembu, a equipe alvinegra entrará em campo com apenas três jogadores considerados titulares: o goleiro Felipe, o lateral Alessandro e o zagueiro William.

Os corintianos, que se animaram e compraram 13 mil entradas antecipadas, vão ver apenas uma das novidades vestindo a camisa do clube.

O volante Ralf será o único reforço a ser escalado. Os outros, como Danilo, Tcheco, Iarley e, principalmente, Roberto Carlos, irão apenas repetir o gesto que Mano fez na entrevista, ontem, em Itu, quando acenou e sorriu para a torcida.

"O treinador enxerga estrelas em número maior. Todos são importantes. Haverá o momento certo de os jogadores que chegaram estrearem pelo Corinthians", disse Mano.

A maior estrela, Ronaldo, também não será relacionada. O mais provável, segundo pistas do treinador, é que o Fenômeno jogue apenas no dia 27, ante o Mirassol, no Pacaembu. Roberto Carlos deve estrear no dia 20, contra o Bragantino, no mesmo estádio. Ou seja: nenhum deles jogará no domingo, em Ribeirão Preto, na abertura do Campeonato Paulista.

Ronaldo provavelmente nem sequer estará hoje no estádio para ver a festa armada para Marcelinho Carioca, que fará sua despedida oficial do clube.

A presença do meia de 38 anos no jogo gerou um embaraço a Mano Menezes.

Marcelinho foi apresentado pela diretoria, que se empolgou com a possibilidade de vê-lo atuando em outros amistosos. O jogador também se colocou à disposição do time para ser um "auxiliar técnico". Mano vetou.

"Temos que separar as coisas. A ideia me parece mais de mercado. Não posso abrir tanto para determinadas situações", disse. E completou. "Nunca falamos sobre isso [Marcelinho ser um auxiliar], mas nós temos uma comissão técnica montada e capacitada para resolver todos os problemas."

Sobre a pretensão da diretoria de ver o ídolo atuar em outros amistosos, Mano desconversou e disse que é uma situação a "ser analisada". Ele começará jogando e será substituído no intervalo, quando receberá homenagens.

"A gente respeita muito essa despedida e vai participar com empenho, sentimento e consideração. Mas temos que ser profissionais", declarou o treinador, que nem tem utilizado o jogador nos treinamentos.

CORINTHIANS

Felipe; Alessandro, Paulo André, William e Escudero; Marcelo Mattos, Jucilei, Marcelinho Carioca e Morais; Defederico e Souza

Técnico: Mano Menezes

HURACÁN

Calviño; Lemos, Maidana, Cura e Gonzalo García; Alan Sánches, Medina, I. Suárez e Aguilar; Roffés e Quintana.

Técnico: Héctor J. Martínez

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo

Horário: 16h (horário de Brasília)

Juiz: Wilson Luís Seneme (SP).

Por: Lucas Reis

veja também