MENU

Tite elogia dupla de ataque, mas cobra mais gols de Willian e Liedson

Tite elogia dupla de ataque, mas cobra gols

Atualizado: Quarta-feira, 29 Fevereiro de 2012 as 11:25

Vitórias e pontuação não faltam ao Corinthians no Campeonato Paulista. Em dez rodadas, o invicto Timão já venceu oito vezes e disparou na liderança com 26 pontos, quatro a mais que o vice-líder Guarani. Mas, para Tite, não é o bastante. O treinador quer agora um maior aproveitamento do ataque. Para isso, faz elogios a Willian e Liedson, sua dupla ofensiva titular contra o Grêmio Catanduvense, nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu.

Na terça-feira, o treinador abriu a atividade no gramado do CT Joaquim Grava com um trabalho de finalização. Todos os atacantes foram colocados de um lado do campo para aprimorar os chutes a gol. O rendimento do setor não é muito bom até agora. São apenas 13 gols marcados, nono pior aproveitamento entre os 20 participantes do estadual. A ajuda pode vir do outro lado. O Catanduvense levou sete nas últimas duas rodadas.

– Somos a segunda equipe com mais precisão nas finalizações. Mas precisamos fazer mais gols. Queremos continuar vencendo, sendo a equipe que melhor se defende (três gols sofridos), a segunda com melhor saldo, a que lidera com invencibilidade, mas queremos acrescentar gols. Falta um número maior. Falo de diferença maior. Não falo de fazer três e tomar dois. Vejo ser importante ter um bom saldo – afirmou.

Desde que o torneio começou, o Corinthians fez mais de um gol numa mesma partida apenas três vezes – 2 a 1 sobre o Mirassol e 2 a 0 contra Guaratinguetá e Portuguesa. Os atacantes também não estão em alta. Os artilheiros são Emerson, Ramirez e Willian, todos com apenas dois gols.

O último, aliás, recebeu o incentivo do treinador. Willian fez gols seguidos contra São Caetano e Portuguesa, mas não conseguiu manter o ritmo diante do Botafogo-SP. Para Tite, ele poderá se recuperar nesta rodada.

– O Willian entrou acima do que eu imaginava contra o São Caetano e fez um grande jogo contra a Portuguesa. No terceiro, ele caiu. Eu sabia que ele teria uma queda. Ele mesmo se cobra bastante. Eu pedi que tivesse calma. Agora, está em condição de retomar – disse Tite.

A pior situação é a de Liedson. O Levezinho ainda não marcou em jogos oficiais – balançou a rede uma vez no empate por 2 a 2 contra o Flamengo, amistoso disputado em Londrina. Apesar disso, o Levezinho tem a confiança do treinador e da torcida.

– Ele é competitivo e não egoísta. Olha o gol do Willian contra a Portuguesa. Qualquer outro jogador que fosse fominha pegaria a bola e viraria (para o gol). Ela bateria no zagueiro e f...Ele escorou e viu o Willian chegando. Ele dividiu a alegria. Qualquer outro faria de outra forma. A torcida também observa esse tipo de comportamento.

veja também