MENU

Tite procura time ideal, mas admite: 'Não posso ser o Professor Pardal'

Tite procura time ideal, mas admite: 'Não posso ser o Professor Pardal'

Atualizado: Sábado, 4 Junho de 2011 as 9:51

Três rodadas do Campeonato Brasileiro, três times diferentes. Com contratações e saídas de jogadores desde a perda do título paulista, o técnico Tite ainda procura uma formação ideal para o Corinthians. Enquanto não pode contar com algumas estrelas adquiridas pela diretoria, casos de Alex, Emerson Sheik e Adriano, o treinador se sente obrigado a fazer experiências na equipe, mas acredita que não pode exagerar para não confundir o grupo.

- Não posso ser o Professor Pardal e ficar mexendo toda hora. O cara entra e não sabe o que fazer. A equipe que mais produzir vai seguir. O atleta que tiver melhor desempenho técnico vou botar para jogar – afirmou.

O maior exemplo disso é Danilo. O meia atuou bem no segundo tempo da estreia contra o Grêmio, virou titular diante do Coritiba e está mantido para encarar o Flamengo, domingo, às 16h, no Engenhão. Já Morais perdeu espaço depois das duas rodadas iniciais e foi barrado para o retorno de Jorge Henrique.

- O Morais caiu, o Danilo entrou bem contra o Grêmio e teve uma sequência. O Jorge não estava bem, mas agora vai jogar – ressaltou o comandante.

Tite tenta encontrar mais equilíbrio nos dois tempos dos jogos. No Rio Grande do Sul, o Timão virou o jogo sobre o Tricolor gaúcho na etapa complementar. Já em Araraquara, a equipe dominou a primeira metade da partida diante do Coxa e sofreu forte pressão no fim, mesmo diante dos reservas do adversário.

- Eu não gostaria de mudar nem a base quando cheguei. Gostaria de ter só acréscimo de jogador, mas essa não é a realidade. Precisamos ter dois tempos equilibrados – completou.

veja também