MENU

Título épico faz jogadores da sub-20 pensarem alto: Londres e Copa 2014

Título épico faz jogadores da sub-20 pensarem alto: Londres e Copa 2014

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 2:18

A empolgação não poderia ser maior. Depois da vitória épica por 6 a 0 sobre o Uruguai e o título sul-americano, no Peru, os jogadores da Seleção Brasileira sub-20 desembarcaram nesta segunda-feira, em Guarulhos, sob recepção calorosa de familiares e alguns torcedores. Apenas os santistas Neymar, Alex Sandro, Danilo e Alan Patrick não estavam com a delegação, já que se juntaram ao elenco do Santos para o jogo contra o Deportivo Táchira, na Venezuela.

Em compensação, outros destaques do Sul-Americano não esconderam a felicidade. Principalmente Lucas. O meia do São Paulo foi logo recepcionado por um abraço apertado da mãe, Fátima, e se animou quando perguntado sobre uma possível sequência na Seleção principal, treinada por Mano Menezes. O comandante ficou de olho na competição, para alegria do meia, autor de três gols na goleada decisiva.

- Valeu demais a pena, fiz um bom campeonato e vamos esperar as próximas convocações. Disputar Olimpiada e Copa do Mundo é um sonho que tenho, e tudo isso começa agora. Vamos esperar o professor Mano - destacou Lucas.     Outro são-paulino tem expectativa semelhante. O volante Casemiro, que herdou a faixa de capitão após a lesão do zagueiro Bruno Uvini, acha que conseguiu mostrar seu talento no Sul-Americano. Além de ter se destacado na marcação, ele foi ao ataque e fez três gols na competição, todos de cabeça. A confiança de Casemiro já é digna de um veterano.

- No meu ponto de vista, todos têm condições de conquistar uma vaga na Olimpíada. Desde quando nos apresentamos, em dezembro, o Ney Franco deu confiança para o grupo e nos fortaleceu. A Seleção principal tem um excelente treinador também, que vem acompanhando nosso trabalho. O importante é seguir fazendo parte desse grupo - disse Casemiro.

O técnico Ney Franco também acredita em seus garotos. Para ele, a equipe mostrou maturidade nos momentos de maior pressão, como o que sucedeu a derrota para a Argentina, e conseguiu dar a volta por cima em grande estilo.

- A equipe evoluiu muito emocionalmente, pois no jogo em que estávamos mais pressionados, fomos bem, contra o Uruguai. Não caímos em provocações e amadurecemos muito. É um time que tem potencial enorme para representar o Brasil no Mundial. A geração é ótima - comemorou Ney.    

veja também