MENU

Torcida comparece, Thiago Heleno marca 2, e Palmeiras garante vaga com 3 a 0

Torcida comparece, Thiago Heleno marca 2, e Palmeiras garante vaga com 3 a 0

Atualizado: Domingo, 27 Março de 2011 as 8:40

Agora o time de Luiz Felipe Scolari soma 35 pontos, na primeira colocação. O Corinthians, segundo com 34, joga no domingo contra o São Paulo. A pontuação também deixa o Palmeiras mais de 12 pontos à frente do nono colocado, com três rodadas até o fim da primeira fase do Estadual, o que coloca o clube alviverde nas quartas.

Como a vaga já estava próxima, Felipão usou o clima de festa para tentar motivar o público. Até então, somente o clássico contra o Corinthians, no Pacaembu, havia superado os 10 mil pagantes. Neste sábado, o público preencheu boa parte das arquibancadas, como havia pedido o treinador.

E, mesmo diante da passividade do time, a torcida não repetiu comportamentos anteriores. Em vez de críticas e xingamentos, seguiu fazendo barulho e aplaudindo a iniciativa dos voluntariosos palmeirenses em campo. Tudo em nome da eficiência que Felipão vem exigindo do elenco, que até agora tem respondido à altura, apesar da sua limitação.

Quem compareceu ao Canindé, no entanto, não deve ter saído satisfeito, apesar do resultado elástico.Em um dos primeiros lances do jogo, aos 2min, Thiago Heleno acertou uma bomba de falta no canto direito de Gilvan, traído pela barreira que abriu. Daí em diante, porém, o Palmeiras pouco fez, especialmente no primeiro tempo.

Escorada em sua boa defesa (a melhor do Paulista com só seis gols sofridos), a equipe recuou como se estivesse diante de um gigante. O papel de centroavante isolado foi cumprido ora por Kléber, ora por Adriano, sem sucesso para ambos. Lincoln esbarrava em sua falta de velocidade, enquanto Patrik não conseguiu repetir o bom jogo da última quarta, contra o Linense.

Lá atrás, no entanto, Chico, Márcio Araújo, Thiago Heleno, Leandro Amaro e, principalmente, Deola, não decepcionaram. O Bragantino foi ineficaz e apostou em Léo Jaime pela esquerda. Só que em todos os lances agudos Deola foi seguro, inclusive nas saídas de gol.

No segundo tempo, Felipão ainda tentou mudar a cara do time colocando Luan no lugar de Adriano. O substituto do Michael Jackson até ajudou, aproximou-se de Kléber e Lincoln e melhorou o ataque palmeirense.

Só que o gol só sairia pelo alto, e de novo com Thiago Heleno. Aos 35min, o zagueiro completou uma cobrança de falta de Lincoln e marcou o seu segundo. Depois disso, o desarrumado Bragantino viu o Palmeiras trabalhar a bola no ataque e encontrar João Victor livre. Da entrada da área, o volante definiu o marcador.

A etapa final ainda teve um lance bizarro, protagonizado por Magno de Sousa Lima, o árbitro do jogo. Aos 27min, o Bragantino tentou uma jogada ensaiada que deixou um atacante em condições de bater, com liberdade, na entrada da área. Só que o juiz, distraído, desviou a bola e atrapalhou o time visitante, provocando aplausos das arquibancadas.

Agora Felipão, Kléber e companhia terão uma semana toda de preparação para o clássico do próximo domingo. Como não atua pela Copa do Brasil, o Palmeiras descansa e treina até encarar o Santos, no seu último clássico da primeira fase, que pode ter as duas equipes já classificadas.   UOL

veja também