MENU

'Tranquilão', Forlán não se incomoda com jejum e piadas sobre ex-noiva

'Tranquilão', Forlán não se incomoda com jejum e piadas sobre ex-noiva

Atualizado: Terça-feira, 19 Julho de 2011 as 1:12

Para quem não faz um gol sequer pela seleção uruguaia desde a disputa do 3º lugar da última Copa do Mundo, em julho do ano passado, o atacante Diego Forlán está bastante tranquilo. Na véspera do duelo contra o Peru, em La Plata, pelas semifinais da Copa América , o jogador do Atlético de Madri deu uma entrevista descontraída e disse não estar ansioso por acabar com o jejum de 11 partidas sem balançar as redes.

- Estou tranquilo e contente com o que venho fazendo. Mesmo não fazendo gols, a equipe está nas semifinais e com a possibilidade de chegar a decisão. Se ganharmos a Copa (América) e eu não fizer um gol, está bem. Serei o mais feliz de todos – salientou o atacante que, entre as perguntas, fazia piadas com alguns jornalistas.

E, falando em piadas, Forlán encarou sem problemas as provocações da torcida argentina em Santa Fé, no último sábado, pelas quartas de final do torneio. Além de vaiar o atacante, os “hinchas” gritaram e fizeram um cartaz com o nome de Zaira Naira, ex-noiva do jogador.

  - A verdade é que sabia que seria assim. Normal. É lindo chegar no campo de um rival e ser tratado dessa maneira. Isso mostra que você não passa despercebido. Mas eles não ficaram felizes depois... – disse, com um leve sorriso no rosto.

Forlán em entrevista coletiva do Uruguai (Foto: Marcos Felipe / GLOBOESPORTE.COM)

  Forlán, após a pitada de sarcasmo, elogiou o comportamento dos hermanos.

- Mas também tenho que agradecer a torcida que se portou muito bem e não atirou nada na gente. Sair de um campo argentino quando o time da casa perde e ainda ser aplaudido não acontece todos os dias. Dou os parabéns.

Elogios aos peruanos

Sobre a partida diante do Peru, Forlán rasgou elogios ao adversário e ao atacante Paolo Guerrero, principal estrela do time.

- É uma equipe muito boa e que, hoje, tem mais confiança do que na primeira partida na Copa América (Nota: empate diante dos próprios uruguaios por 1 a 1). (Guerrero) é um grande jogador. Vem demonstrando isso na Alemanha, não só com gols, mas também armando – salientou.

Na opinião do camisa 10 da Celeste, as eliminações de Argentina e Brasil foram algo inesperado.

- Foi uma surpresa. O futebol hoje está muito parelho.          

veja também