MENU

Uefa multa presidente de federação croata por declarações homofóbicas

Uefa multa presidente de federação croata por declarações homofóbicas

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 4:31

A Uefa multou o presidente da Federação de Futebol Croata (HNS), Vlatko Markovic, em 10 mil euros por declarações homofóbicas, informou a imprensa croata nesta quarta-feira. Markovic declarou em novembro de 2010, em entrevista ao jornal "Vecernji list", de Zagreb, que enquanto ele ocupava o cargo de presidente da HNS, "de maneira nenhuma" um jogador que se declarasse homossexual poderia jogar na seleção croata.

- Felizmente, só pessoas saudáveis jogam futebol - disse Markovic.

Por essas declarações, várias associações que defendem os direitos dos homossexuais na Croácia denunciaram o dirigente.

O presidente do HNS, reeleito em dezembro de 2010 no cargo por um quarto mandato, anunciou nesta quarta-feira que recorrerá à sentença da comissão disciplinar da Uefa.

Há três anos, a Uefa multou o ex-técnico croata Otto Baric em 3 mil euros por declarações homofóbicas. O treinador disse na época que não permitiria homossexuais em sua equipe.          

veja também