MENU

Um ano após início dos treinos para Copa, só dez sobrevivem com Mano

Um ano após início dos treinos para Copa, só dez sobrevivem com Mano

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 10:05

Mano Menezes chama dez jogadores que foram à África do Sul para jogos no Brasil (Mowa Press)

  Um ano após a viagem da delegação da Seleção Brasileira para Curitiba, local do início da preparação para a Copa de 2010, na África do Sul, o time canarinho se prepara para mais uma competição importante. Trata-se da Copa América, em julho, na Argentina. E do grupo convocado por Dunga para o Mundial, eliminado nas quartas de final após derrota por 2 a 1 para a Holanda, em Porto Elizabeth, apenas dez jogadores ainda fazem parte do elenco canarinho.

Na última quinta-feira, o treinador convocou 28 jogadores para os amistosos contra a Holanda, no dia 4 de junho, no Serra Dourada, em Goiânia, e diante da Romênia, quatro dias depois, no Pacaembu, em São Paulo. O jogo marcará a despedida de Ronaldo Fenômeno da Seleção Brasileira. Dos atletas lembrados, o comandante canarinho chamou o goleiro Julio César, os laterais Maicon e Daniel Alves, os zagueiros Lúcio, Thiago Silva e Luisão, o volante Ramires, o meia Elano, e os atacantes Robinho e Nilmar.

- Sempre se trabalha com uma probabilidade maior com alguns nomes porque há uma observação maior. O parâmetro é mais confiável para uns do que para outros. Uns têm uma trajetória mais significativa. E levamos isso em consideração para mesclar experiência com juventude – declarou Mano Menezes.

Julio César, Maicon e Lúcio, por exemplo, que chegaram à Copa do Mundo comemorando o título da Liga dos Campeões pelo Inter de Milão, hoje não têm a mesma condição. Na temporada 2010-2011, a equipe nerazurri só chegou à final da Copa da Itália, contra o Palermo. A partida será disputada na próxima semana.

Felipe Melo é expulso nas quartas de final contra a Holanda após pisão em Robben (Foto: Getty Images) Daniel Alves, por sua vez, foi convocado com status de titular. O bom desempenho do camisa 2 do Barcelona o crede

nciou a também ser o dono da posição na Seleção. Ainda no setor defensivo, Thiago Silva, do Milan, se transformou o novo quarto zagueiro, principalmente pela queda de rendimento de Juan, que seguiu no Roma. Luisão manteve a regularidade no Benfica, mas segue como opção no banco de reservas do time canarinho.

Dos volantes, apenas Ramires sobreviveu ao fiasco na África do Sul. Além disso, o jogador trocou o Benfica e se tornou titular do Chelsea. Um dos poucos que tiveram bom desempenho na Copa de 2010 foi Elano. O atleta retornou ao Santos após passagem pelo Galatasaray.

Julio César sobreviveu ao fiasco da Copa do Mundo de 2010 (Foto: Divulgação/ Mowa Press)

  No ataque, Robinho e Nilmar foram mantidos. Enquanto o "Rei das Pedaladas" trocou o Santos pelo Milan e levantou o caneco de campeão italiano. O outro seguiu no Villarreal e foi um dos destaques do "Submarino Amarelo" na última temporada atuando ao lado do italiano Giuseppe Rossi.

Dos 13 jogadores que foram ao Mundial na África do Sul, mas não estão nessa lista de Mano Menezes, o que ficou mais marcado foi Felipe Melo, expulso na derrota para a Holanda nas quartas de final. Já Luis Fabiano, considerado um dos melhores na Copa do Mundo, ainda luta para voltar a jogar após lesão no joelho. Ele foi repatriado pelo São Paulo.

Da comissão técnica, apenas o médico José Luis Runco segue na Seleção. Dunga deu lugar a Mano, o auxiliar Jorginho, a Sidnei Lobo, o preparador físico Paulo Paixão, a Carlinhos Neves e o preparador de goleiros Wendel, a Francisco Cersósimo. Essa equipe ainda ganhou o reforço do analista de desempenho Rafael Vieira.

Atletas convocados por Dunga para a Copa do Mundo de 2010:

Goleiros

Julio César (Inter Milão)

Gomes (Tottenham)

Doni (Roma)

Laterais

Maicon (Inter de Milão)

Daniel Alves (Barcelona)

Michel Bastos (Lyon)

Gilberto (Cruzeiro)

Zagueiros

Lúcio (Inter de Milão)

Juan (Roma)

Thiago Silva (Milan)

Luisão (Benfica)

Volantes

Ramires (era do Benfica, hoje é do Chelsea)

Felipe Melo (Juventus)

Gilberto Silva (Panathinaikos)

Josué (Wolfsburg)

Meias

Elano (era do Galatasaray, hoje atua pelo Santos)

Kaká (Real Madrid)

Julio Baptista (era do Roma, hoje atua no Málaga)

Kleberson (era do Flamengo, hoje atua pelo Atlético-PR)

Atacantes

Grafite (Wolfsburg)

Luís Fabiano (era do Sevilla, hoje atua pelo São Paulo)

Nilmar (Villarreal)

Robinho (era do Santos, hoje atua pelo Milan)            

veja também