MENU

Um ano depois, garotada quer ajudar remanescentes a esquecerem a Copa

Um ano depois, garotada quer ajudar remanescentes a esquecerem a Copa

Atualizado: Sábado, 2 Julho de 2011 as 9:48

Julio César deixa o campo de jogo aos prantos

após derrota para a Holanda (Foto: Reuters)

  Dos 23 jogadores convocados por Mano Menezes para a Copa América, nove estiveram na Copa de 2010, disputada na África do Sul. O sentimento de tristeza pela eliminação nas quartas de final para a Holanda fica latente em algumas entrevistas ou atitudes durante os treinos em Campana, na Argentina. A receita para superar tudo isso e começar uma nova fase parece estar na mescla dos “veteranos” com a intensidade e a energia da garotada, que conta com Lucas, do São Paulo, e Neymar e Ganso, do Santos.

Um ano após a eliminação na Copa do Mundo, a Seleção Brasileira vai ter a oportunidade de apagar as lembranças de uma eliminação com o início de uma nova trajetória em uma competição importante como é a Copa América. O goleiro Julio César, os laterais Maicon e Daniel Alves, os zagueiros Luisão, Thiago Silva e Lúcio, o volante Ramires, o meia Elano e o atacante Robinho estiveram na África do Sul e agora vão lutar pelo tricampeonato da Copa América.

  Julio César, que deixou o gramado e o estádio Nelson Mandela Bay aos prantos, falou na Argentina com tristeza da eliminação na competição e das falhas que ocorreram no jogo contra os holandeses, no fatídico 2 de julho de 2010.

- Eu acho que está cicatrizado, que passou. Mas ainda me pego pensando naquele jogo. É uma nova comissão técnica, um novo grupo... Agora eu tenho mais uma chance de viver esse ambiente e ganhando a Copa América tudo se renova. Não vai ser importante apenas para mim, mas para todos que foram convocados – declarou o camisa 1.

Um ano depois, Julio César mostra novo astral e vira motivo de

 brincadeiras nos treinos da Seleção Brasileira, em Campana, na Argentina.

 Neymar é o principal alvo do arqueiro (Foto: Mowa Press)

  Outro que relembrou a Copa de 2010 foi Maicon. Durante um dos treinos da Seleção Brasileira, em Campana, o jogador invadiu a área pelo lado direito e, sem ângulo, bateu cruzado tentando surpreender Julio César. Porém, a bola bateu na rede pelo lado de fora. Ao passar pelo arqueiro, o lateral-direito comentou com o companheiro de Inter de Milão.

 - Tentei marcar como na Copa do Mundo de 2010. Quase deu – disse o lateral, que logo depois comentou com um dos jornalistas que não tinha guardado o gol que marcou no torneio, contra Coreia do Norte, logo na estreia do torneio na África do Sul.

Mas mesmo com tantas lembranças, a garotada espera ajudar o grupo que esteve no Mundial a superar a derrota. Símbolo da renovação de Mano, Neymar afirmou que o grupo está com o ânimo em alta para lutar por mais uma conquista sul-americana. - Perder uma Copa do Mundo é complicado ainda mais pelo time que a Seleção tinha. Mas eles já devem ter superado isso. Agora é uma nova competição e estamos aqui para representar o Brasil. O objetivo é sair daqui com o resultado positivo, com o título – disse Neymar.

Fora da Copa de 2010, o atacante Fred comentou a disposição da garotada. Dos 23 convocados por Mano, cinco tem idade para disputar os Jogos Olímpicos: o volante Sandro, os meias Paulo Henrique Ganso e Lucas e os atacantes Neymar e Alexandre Pato.

- A resenha é sempre no meu quarto. Brincamos até que a reunião é no 422. Mas às vezes quero dar uma descansada e o Neymar e o Robinho estão lá, a mil por hora – exemplificou Fred, mostrando que a molecada se juntou aos remanescentes da Copa com energia.

Neste domingo, às 16h (de Brasília), contra a Venezuela, em La Plata, jovens e “veteranos” terão a chance de mostrar que a ferida de 2010 já está mais do que superada para buscar o tricampeonato da Copa América. A Rede Globo, o SporTV, e o GLOBOESPORTE.COM transmitem ao vivo a partida.             

veja também