MENU

United dá vexame e, assim como o rival City, está fora da Champions

United dá vexame e, assim como o rival City, está fora da Champions

Atualizado: Quinta-feira, 8 Dezembro de 2011 as 9:58

Se na terça-feira Borussia Dortmund e Porto, dois times que já conquistaram a Liga dos Campeões, foram eliminados da edição 2011/2012 do torneio, nesta quarta foi a vez de outro gigante dar adeus à competição. Jogando fora de casa, o Manchester United, atual vice-campeão, deu vexame e perdeu por 2 a 1 para o Basel, terminando como terceiro colocado do Grupo C com nove pontos.

Os suíços asseguraram uma vaga nas oitavas de final com o segundo lugar (11 pontos). O Benfica, que já entrou na última rodada classificado, ficou na liderança da chave com 12 pontos graças ao triunfo de 1 a 0 (gol do paraguaio Cardozo) sobre o lanterna Otelul, em Lisboa.

Desde a temporada 2005/2006 que o Manchester United, que tem três títulos da Champions na história, não era eliminado na fase de grupos. Curiosamente, à época, em uma chave que também tinha o clube português. Como consolo para os torcedores dos Diabos fica o fato de que o arquirrival City também não passou de fase, terminando na 3ª posição do Grupo A mesmo tendo vencido o já classificado Bayern (o Napoli ficou com a outra vaga). Agora, os dois times de Manchester terão de se contentar com a Liga Europa.   Manchester começa pressionando

Apesar de precisar apenas do empate para se classificar, o Manchester United entrou partindo para cima do Basel. No entanto, quem abriu o placar foram os donos da casa. Após cruzamento da esquerda, os zagueiros Vidic e Smalling se enrolaram – o segundo sofreu inclusive um corte no rosto devido a uma pancada do sérvio – e a bola sobrou para Shaqiri. O jovem meia suíço de 20 anos chutou cruzado e a bola sobrou para Streller, praticamente sozinho, colocar no fundo das redes.

O gol não abalou os Diabos que seguiram encurralando o Basel e criando boas oportunidades, especialmente com Rooney, Park e Nani. No entanto, nada da bola entrar.     Jogadores do Basel celebra o 1º gol (Foto: Reuters)   O segundo tempo começou como no primeiro, ou seja, com o Manchester pressionando. Logo aos três, a zaga do Basel errou ao fazer uma linha de impedimento e deixou Rooney sozinho. O atacante penetrou na área, chutou com estilo tirando do goleiro Sommer, mas a bola caprichosamente foi para fora.

No entanto, o Basel também mostrou que não estava disposto a apenas se defender como na etapa inicial. Shaqiri, com estilo, quase fez um golaço de cobertura aos seis. Dois minutos depois, o atacante Alexander Frei cobrou falta com maestria, mas De Gea se esticou todo e espalmou para escanteio.

Apesar dos dois sustos, os Red Devils mantiveram a força ofensiva, tentando furar o forte bloqueio defensivo do Basel. Para forçar ainda mais o jogo, aos 19, o técnico Alex Ferguson sacou o inoperante Ashley Young e colocou o jovem Welbeck.

De peixinho, carrasco Frei fecha o caixão do United

Mas com a partida chegando perto do fim, o desespero começou a tomar conta do United que, aos 35, já havia arrematado quase 20 vezes à meta rival. Por sua vez, o Basel tentava tocar a bola com inteligência para garantir o histórico triunfo que foi praticamente garantido aos 38. Smalling falhou outra vez e viu o veterano suíço Alexander Frei, aos 35 anos, de peixinho, fazer o segundo gol e incendiar o estádio St. Jakob Park, na Basileia. Frei, por sinal, é o carrasco do United, uma vez que havia anotado três gols no jogo entre as duas equipes no primeiro turno do Grupo C (empate de 3 a 3).

Aos 44, após um bate rebate incrível na área, o zagueiro Phil Jones cabeceou e diminuiu para o United. No entanto, apesar da pressão nos acréscimos, o gol de empate não saiu e a festa foi toda do Basel.     Rooney e Evra lamentam a derrota (Foto: Getty Images)          

veja também