MENU

Universidad Católica derrota Unión Española e fecha Grupo 4 na ponta

Universidad Católica derrota Unión Española e fecha Grupo 4 na ponta

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 8:10

Foi difícil, mas o Universidad Católica conseguiu vencer o clássico chileno contra o Unión Española por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, no estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago do Chile. Com o resultado, a equipe chegou aos 11 pontos e garantiu a liderança do Grupo 4 e a classificação para as oitavas de final da Taça Libertadores da América, fato que não acontecia desde 2002. Já o Unión Española, que já estava eliminado, terminou na última posição da chave, com apenas quatro pontos.

Marcelo Cañete comemora gol do Universidad Católica (Foto: EFE)

  Antes mesmo da partida, a expectativa era pela vitória dos anfitriões, mas a tarefa não foi nada simples. O jogo começou muito truncado, e os dois times apresentavam grandes deficiências técnicas para construir jogadas. Tanto que o primeiro chute a gol só aconteceu aos 33 minutos, na finalização do meio-campo Gonzalo Villagra, do Unión Española. O Universidad Católica só conseguiram criar uma boa chance aos 40, quando o atacante Pablo Calandria recebeu passe na área, bateu de primeira e o goleiro Eduardo Lobos desviou para fora. A bola passou rente à trave esquerda.     Mas, se o primeiro tempo foi morno, o segundo começou agitado: logo no primeiro minuto, o atacante Mario Aravena abriu para o lateral Esteban González, que foi à linha de fundo pela direita e cruzou para o centroavante Kevin Harbottle só empurrar para a rede para os visitantes.

Só que nem deu tempo de comemorar. Dois minutos depois, o meia Marcelo Cañete fez linda jogada no ataque, passou no meio de três, invadiu a área pela direita e chutou cruzado. A bola bateu na coxa do atacante Pablo Calandria e foi para o fundo do gol. O empate durou até os 33 minutos, quando Marcelo Cañete, de novo, avançou pela esquerda, trouxe para o meio e finalizou, sem pegar em cheio, da meia lua da grande área. Mas a bola desviou no bico da chuteira do zagueiro Giovanny Espinoza, enganou o goleiro Eduardo Lobos e entrou. Após a virada suada, o centroavante Lucas Pratto, após cobrança de escanteio e um desvio na primeira trave, quase ampliou de cabeça. No entanto, o placar não mudou mais.

Vélez vence fora e fica em segundo

Já no estádio Olímpico de Caracas, o time da casa, líder da chave antes da última rodada, jogava por um empate para se garantir na próxima fase, mas acabou surpreendido pelo Vélez Sarsfield. Com um gol do meia Maximiliano Moralez e dois do zagueiro Emanuel Olivera, a equipe argentina venceu por 3 a 0 e ficou com a última vaga do Grupo 4.      

veja também