MENU

Valdivia é um sonho, diz dirigente, mas Copa do Mundo pode encarecer o meia

Valdivia é um sonho, diz dirigente, mas Copa do Mundo pode encarecer o meia

Atualizado: Terça-feira, 27 Abril de 2010 as 12

Valdivia defende hoje o Al Ain, dos Emirados Árabes, e deve fazer parte da lista da seleção chilena para a disputa da Copa do Mundo, na África do Sul. O Palmeiras não nega que o retorno do meia continua sendo um grande sonho. Mas o vice de futebol do Verdão, Gilberto Cipullo, descarta qualquer negociação com o jogador neste momento. O dirigente explica que ele só poderia vir depois do Mundial.

- O caso do Valdivia é o mesmo de qualquer outro jogador do exterior, ou seja, só poderia jogar no Brasil a partir de agosto por causa da janela de transferências. Claro que o Valdivia é um sonho, mas não faz sentido pensar nele agora. Se tivermos que tratar disso, só mais para frente. Temos o foco na Copa do Brasil, depois a parada dos campeonatos por causa do Mundial. Vamos valorizar quem está aqui - explicou o dirigente.

Mesmo querendo que Valdivia retorne ao Verdão, Cipullo encontra outro problema: o Al Ain, que não está disposto a liberar o meia antes do Mundial. Afinal, a Copa do Mundo é uma possível vitrine para mostrar o jogador e conseguir ofertas ainda maiores por ele.

- O problema é o clube ao qual o Valdivia está vinculado, que não quer abrir mão dele. Se eu fosse dirigente do clube dele não conversaria antes da Copa e provavelmente é isso o que vai acontecer - lamentou.

Por Carolina Elustondo

veja também