MENU

Valdivia não assina carta de recomendações, e Verdão registra caso em sindicato

Valdivia não assina carta de recomendações, e Verdão registra caso em sindicato

Atualizado: Segunda-feira, 20 Dezembro de 2010 as 11:49

Uma carta criada pelo Palmeiras com algumas recomendações para os atletas durante as férias gerou mais um desconforto no relacionamento entre o técnico Luiz Felipe Scolari e o meia Valdivia. Antes de entrarem no período de recesso, todos os jogadores receberam o documento com os cuidados que deveriam ter até a reapresentação da equipe, marcada para o dia 4 de janeiro. O chileno foi o único que não assinou o recebimento do aviso.

Na carta destinada a Valdivia, o clube pedia para que o atleta tomasse alguns cuidados especiais, pois ele passou por problemas médicos por conta de uma fibrose na coxa esquerda. O aviso falava que o jogador não deveria participar de quaisquer atividades físicas durante as férias, incluindo partidas amistosas de futebol. Segundo o advogado André Sica, o meia leu o comunicado, mas não rubricou a nota como os demais.

O comunicado foi assinado por Felipão e Wlademir Pescarmona, diretor de futebol do clube. Para se resguardar de possíveis problemas jurídicos, o Palmeiras protocolou o documento no Sindicato dos Atletas.

- Todas as vezes que os atletas saem de férias, fazemos comunicados e avisos. Enviamos para o sindicato para ter controlo do que está acontecendo. Se ele se lesiona, podemos tomar alguma providencia, e esta é uma forma de legitimar o que o Palmeiras fez. Não podemos correr o risco de que ele volte lesionado - disse o advogado André Sica . O chileno tem uma programação diferenciada preparada pelo departamento médico e físico do clube. Durante as férias, ele deve fazer alguns exercícios de força muscular para que ele volte em melhores condições na pré-temporada.

- Quando ele fez o trabalho normal com o Anselmo (Sbragia, preparador físico) no departamento médico, foi crescendo e chegou em um momento em que não tinha nenhuma dor. E se via em dois, três, quatro jogos o Valdivia que a gente sempre viu: craque. Inclusive acrescentando uma virtude de acompanhar o volante, marcar... Só que a tal fibrose aconteceu e tirou dele a possibilidade de continuar no ritmo de excelente jogador. Foi uma ou outra coisa acontecendo e perdemos o Valdivia para jogos mais importantes. Com as férias concedidas e com a ideia de que a fibrose seja superada, espera-se que o Valdivia tenha condições de se apresentar normalmente e volte em melhores condições - disse Scolari, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Ídolo da torcida desde 2008, quando venceu o Paulistão, Valdivia voltou a Palmeiras depois da Copa do Mundo deste ano. Para tirar o jogador do Al-Ain (EAU), o clube mobilizou um grupo de sócios remidos e ainda contou com a ajuda de um empresário para bancar o seu retorno ao futebol brasileiro.

veja também