MENU

Vasco e Atlético-PR duelam para manter vivo o sonho de título inédito

Vasco e Atlético-PR duelam para manter vivo o sonho de título inédito

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 9:49

O pensamento dos dois é o mesmo. Após assistirem aos maiores rivais conquistando os estaduais de maneira invicta, Vasco e Atlético-PR lutam por uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil na noite desta quinta-feira, às 19h30m, em São Januário, para salvarem o primeiro semestre. Como o jogo de ida terminou empatado em 2 a 2, o empate em 0 a 0 ou em 1 a 1 classifica os donos da casa. Um novo 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis. Empate em três ou mais gols classifica o Furacão. Quem vencer leva.

A vantagem é do Vasco, mas ninguém quer entrar pensando no empate. Para Ricardo Gomes, a postura tem de ser agressiva para evitar qualquer tipo de surpresa. Felipe concorda com o treinador e disse que se os jogadores estiverem pensando apenas no regulamento as coisas podem não caminhar da maneira que eles esperam.

- Basta entrarmos atentos. Temos de esquecer a vantagem e procurar nos impor diante da nossa torcida.  A obrigação da vitória é nossa e nós temos de saber administrar isso - explicou o camisa 6.

Do lado do Furacão, o resultado de 2 a 2 do primeiro jogo não é visto como uma grande impecilho para as aspirações da equipe. Líder do time, Paulo Baier se mostra confiante em um bom resultado em São Januário.

- O time está bem focado e vamos trabalhar duro em campo para conseguir essa classificação inédita na história do clube. Vamos com tudo para essa partida contra o Vasco. Respeitamos a equipe deles, mas queremos a classificação. A SporTV transmite a partida ao vivo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos. O árbitro será Elmo Alves Resende Cunha auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Márcio Soares Maciel.

Vasco: A classificação para as semifinais e a oportunidade de manter vivo o sonho de conquistar o título inédito da Copa do Brasil e salvar o primeiro semestre, já que a decepção no Estadual foi grande. A classificação afasta de vez também qualquer boato de que o time ainda sente a perda da Taça Rio para o Flamengo.

Atlético-PR: .o Furacão pode pela primeira vez chegar em uma semifinal da Copa do Brasil. O mau desempenho do time no Paranaense reforça a necessidade de uma boa campanha no torneio nacional para amenizar as críticas da torcida.

Vasco: O Vasco vai ter os desfalques de Ramon e Alecsandro. Os dois estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Na esquerda, Marcio Careca, substituto direto de Ramon, entra no time. Já na frente, Bernardo será escalado e Diego Souza passa a exercer a função de referência ao lado de Eder Luis. A única dúvida é no meio-campo: Eduardo Costa ou Fellipe Bastos. O Vasco entra em campo com: Fernando Prass, Allan, Dedé, Anderson Martins e Marcio Careca; Romulo, Eduardo Costa (Fellipe Bastos), Felipe e Bernardo; Diego Souza e Eder Luis.

Atlético-PR: .O técnico Adilson Batista tem algumas dúvidas para escalar o time. No ataque, Branquinho e Guerrón devem ser titulares mas Madson briga por posição. Na lateral direita, Romulo é o provável dono da camisa dois, mas Wagner Diniz pode ganhar uma chance. Lesionado, Kleberson sequer viajou para o Rio. O time que encara o Vasco deve entrar com: Renan Rocha; Rômulo (Wagner Diniz), Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Deivid, Robston e Paulo Roberto; Paulo Baier, Branquinho (Madson) e Guerrón.

Vasco: Bernardo voltou ao time titular do Vasco. Mesmo com o pênalti perdido na final da Taça Rio, contra o Flamengo, o apoiador continua com moral junto aos torcedores. No entanto, as boas atuações que o transformaram em xodó não se repetiram nos últimos jogos. Esta é uma boa oportunidade para ele voltar a empolgar a torcida.

Atlético-PR: .Paulo Baier é a grande esperança do Furacão. De seus pés saem as principais jogadas de bola parada do time. Por ter jogado no Vasco, conhece bem os atalhos de São Januário, o que pode ajudar em uma cobrança de falta.

Ricardo Gomes, técnico do Vasco: '"A vantagem é só no regulamento, porque o jogo vai ser  disputado e difícil, como foi o primeiro. Temos de entrar para ganhar. Não tem essa de olhar para o regulamento. A postura do time tem de ser agressiva, temos de dominar o adversário. Estamos modiificados, mas é decisão. "

Adilson Batista, técnico do Atlético-PR : “Se a gente não acreditasse, nem teria vindo para o Rio. O primeiro duelo foi um bom jogo e acredito que nesta quinta será outra boa partida entre as duas equipes”

* Esta é apenas a 2ª vez que Vasco e Atlético-PR cruzam na história da Copa do

Brasil. Na edição de 1997, as equipes se enfrentaram pelas oitavas de final, com o

Furacão levando vantagem (3x1, no Pinheirão; 3x4, em São Januário).

* Vasco e Atlético se enfrentaram 15 vezes no Rio de Janeiro, todos em São Januário, com 12 vitórias do Vasco e apenas 3 empates. Foram 32 gols a favor dos cruzmaltinos e 15 a favor do Furacão.

* O Vasco não perde há 14 jogos (oito vitórias e seis empates). Sua última derrota aconteceu na  Taça Rio, quando perdeu para o Macaé por 3 a 1. Este fato que não acontecia desde setembro do ano passado, quando o clube teve uma série invicta de 15 jogos sob o comando de Paulo

César Gusmão.

 O último confronto terminou empatado em 2 a 2. O Vasco não se intimidou com a pressão da Arena da Baixada e esteve na frente por duas vezes, com gols de Alecsandro e Diego Souza. O Furacão empatou com Guérron e Paulo Baier. O Atlético-PR de Adílson Batista entrou com: Renan Rocha; Rômulo (Lucas), Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Deivid, Robston (Branquinho), Paulo Roberto, Madson (Heverton) e Paulo Baier; Guerrón. Já o Vasco de Ricardo Gomes entrou com: Fernando Prass; Allan (Fagner), Dedé, Anderson Martins e Ramon; Rômulo, Fellipe Bastos (Eduardo Costa), Felipe e Diego  Souza; Eder Luis e Alecsandro.          

veja também