MENU

Vasco entra de vez na luta por um centro de treinamento

Vasco entra de vez na luta por um centro de treinamento

Atualizado: Terça-feira, 29 Março de 2011 as 9:53

O Vasco quer dar mais um passo em relação a sua estrutura. Nesta terça-feira o presidente Roberto Dinamite vai visitar um local nos arredores de Seropédica , na região metropolitana do Rio, que pode servir de centro de treinamento para as categorias de base do clube num futuro próximo. Seria uma opção temporária enquanto o clube ainda negocia um terreno perto de Maricá para construir o definitivo. O objetivo é aumentar ainda mais a revelação de jogadores.

Em paralelo, o clube continua na luta por um espaço para o futebol profissional. Dinamite mantém contato constante com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, para conseguir opções de terreno. O objetivo é ter a cessão e a partir daí buscar parcerias para viabilizar a construção. Enquanto isso, os aluguéis viram soluções. Atualmente, os profissionais se dividem entre São Januário e o Ciaga (Centro de Integração Almirante Graça Aranha), mas a estrutura do local não é considerada ideal. - Qualquer grande clube precisa de um CT e estamos buscando isso. Nesta semana o prefeito me ligou e a cessão do terreno pode acontecer em um prazo mais curto do que o previsto. Essa constante mudança de local não é o ideal. O mesmo serve para a base. Vou visitar um local já estruturado a custo praticamente zero. Será uma parceria. Isso vai nos ajudar a revelar mais jovens valores para, eventualmente, negociar um ou outro. Assim equilibramos as nossas finanças e aumentamos o pagamento de dívidas - afirmou.

Dinamite também pretende achar um local já pronto para os profissionais. O objetivo é poupar o gramado da Colina Histórica para ficar em perfeitas condições para os jogos do clube. Ao falar sobre o assunto, o presidente voltou a bater na tecla de que pretende mandar os clássicos do Campeonato Brasileiro em sua casa. Para isso, procura estruturar ainda mais o estádio.

- Estamos melhorando São Januário. Temos hoje os melhores vestiários do Brasil além de termos reformados a fachada, a parte social e as arquibancadas. Estamos tentando realizar todas as questões de segurança para mandarmos os clássicos no nosso estádio. Não depende somente de nós, mas faremos o possível - explicou.    

veja também