MENU

vasco joga mal e se complica na Sul-Americana: Universitario 2 a 0

vasco joga mal e se complica na Sul-Americana: Universitario 2 a 0

Atualizado: Quinta-feira, 3 Novembro de 2011 as 8:09

Com mais uma atuação ruim fora de casa na Copa Sul-Americana, o Vasco foi derrotado pelo Universitario, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Estádio Nacional de Lima, na partida de ida pelas quartas de final do torneio. A esperança da torcida vascaína é que, a exemplo do que fez nas oitavas com o Aurora-BOL, a equipe cruz-maltina obtenha a classificação com uma vitória por três ou mais gols no jogo de volta, que será realizado na próxima quarta, em São Januário.

O time peruano pode perder por um gol de diferença ou dois, desde que faça ao menos um, para avançar à semifinal da competição. Caso o Vasco vença por 2 a 0 na próxima semana, a decisão da vaga irá para os pênaltis. Os gols da vitória do Universitario nesta quarta foram marcados por Ruidíaz e Fano.

O início da partida demonstrou que se enfrentariam duas equipes com características semelhantes: muito toque de bola no meio e velocidade no ataque. Mas o time peruano é que ocupou primeiro o campo de ataque, especialmente pelo lado esquerdo, com Flores. E a primeira grande oportunidade de gol surgiu antes dos dez minutos, partindo da esquerda para o meio, onde Ruidíaz recebeu livre, mas bateu fraco. Prass defendeu. Logo depois, Vitti teve outra grande chance, mas desperdiçou.

O Vasco encontrava dificuldades para articular jogadas no meio-campo e só conseguiu uma chance aos 16, em chute de fora da área de Diego Souza. Mas nem de longe pode ser comparada às oportunidades que o Universitario havia criado até então. Aos poucos, porém, o time carioca foi acertando os passes e entrando mais vezes na área adversária. Curiosamente, foi neste momento que o time peruano só não comemorou, porque Nilton salvou o Vasco quase em cima da linha, após cabeçada de Fano.     Allan tenta se livrar de dois adversários e levar o Vasco ao ataque (Foto: AP)   A partida ficou equilibrada, mas sempre com a equipe da casa mais objetiva e perigosa. Tanto que conseguiu um pênalti muito bem cobrado por Ruidíaz e abriu o marcador, aos 37. O time brasileiro se adiantou, mas o jogo ficou truncado, o que dificultava muito a criação de lances de gol. Além disso, foram abertos espaços para os contra-golpes do Universitario, que ficou muito perto do segundo gol, em lance com Flores, mas novamente Nilton salvou depois de a bola ter passado por Prass. E o primeiro tempo terminou com violência que rendeu apenas um cartão amarelo para Bernardo, por chutar um adversário.

Vasco tem posse de bola, mas é pouco objetivo

O time peruano começou um pouco melhor na etapa final, mas foi o Vasco que quase empatou, em boa cobrança de falta feita por Bernardo. Com o passar do tempo ficou claro que o Universitario tentaria atrair o adversário para buscar o segundo em contra-ataque. Uma tática perigosa, pois aos 13 Alecsandro desperdiçou ótima chance. No entanto, quem não arrisca... Um minuto depois Fano recebeu livre e só deslocou Prass para marcar o segundo gol. Quem não faz...   Diego Souza luta pela bola em Lima (Foto: AP)

Pouco antes dos 20, Cristóvão Borges tentou dar mais agressividade ao Vasco, tirando Diego Rosa e colocando Leandro em campo. A equipe cruz-maltina já tinha a maior posse de bola quando levou o segundo gol, mas atuava com pouca objetividade, com poucos arremates perigosos. E o time peruano tentava encaixar mais um contra-golpe para ampliar o placar, mas sem arriscar tanto quanto antes.

A torcida do Universitario cantava a plenos pulmões, feliz com a boa vitória em meio a uma grave crise financeira que o clube atravessa, enquanto o Vasco tocava, tocava, tocava e nada criava. E por pouco os peruanos não tiveram mais motivos para festejar, aos 42: Ruidíaz chutou fraco diante de Prass, facilitando a defesa do goleiro vascaíno. Porém, os torcedores do time peruano puderam sair bastante satisfeitos do remodelado Estádio Nacional, enquanto os cruz-maltinos esperam deixar São Januário daqui a uma semana cantando que o Vasco é o time da virada.        

veja também