MENU

Vasco mantém a liderança do brasileiro, mas para no Atlético-GO

Vasco mantém a liderança do brasileiro, mas para no Atlético-GO

Atualizado: Sexta-feira, 23 Setembro de 2011 as 8:12

A liderança do Campeonato Brasileiro foi mantida, mas não da maneira que esperavam os torcedores que encheram São Januário nesta quinta-feira à noite. O Vasco ficou no empate por 1 a 1 com um perigoso Atlético-GO, que no segundo tempo teve chances de causar um estrago maior. Os gols da partida - ambos em jogadas aéreas e nos 45 minutos iniciais - foram marcados por Anselmo e Diego Souza.

O Vasco, que também esteve muito perto do segundo gol, viu interrompida uma sequência de seis vitórias em seu estádio, sendo cinco pelo nacional e uma pela Sul-Americana. Agora soma 46 pontos, um a mais do que o São Paulo. Já o Dragão perdeu uma posição na tabela e ocupa a 11ª colocação, com 34 pontos. O público foi de 14.566 pagantes (17.935 presentes), com renda de R$ 355.225.

Os dois times voltam a campo no domingo, pela 26ª rodada. O Vasco, que nesta quinta perdeu Eder Luis e Fagner por lesão, visita o Cruzeiro às 16h, na Arena do Jacaré. Um pouco mais tarde, às 18h, o Atlético-GO recebe o Palmeiras.

Anselmo marca. Diego Souza responde

Empurrado pela torcida, o Vasco tentou desde o apito inicial encurralar o adversário: foram quatro finalizações nos 15 primeiros minutos, contra nenhuma do adversário. Uma das novidades na convocação da Seleção Brasileira, Diego Souza estava bem marcado, deixando a responsabilidade para Eder Luis, que ajudava também na marcação. Foi uma roubada de bola sua no ataque que deixou o time perto de abrir o placar, mas ele errou o passe para Elton na área.

O Vasco fazia pressão, mas foi o Atlético-GO que mostrou eficiência. Em seu primeiro bom ataque, aos 22 minutos, Rafael Cruz cruzou da direita na medida para Anselmo, que ganhou de Victor Ramos na cabeça e fez 1 a 0. O balde de água fria esfriou a torcida, e o visitante quase se aproveitou. Juninho, sempre perigoso, arriscou de fora da área e obrigou Prass a fazer boa defesa.

Quando o Vasco retomou a tranquilidade, Diego Souza resolveu entrar no jogo. Foi dele o gol de empate, dez minutos depois. Juninho tocou a bola para Fagner, que cruzou na cabeça do camisa 10. Ele ainda teve a chance de marcar o segundo, ao mergulhar de cabeça, mas a bola encontrou a trave.

O Atlético-GO não abdicou do empate e assustou com chute de Thiago Feltri.  Fernando Prass fez outra boa defesa. Os goianos terminaram a primeira etapa com mais posse de bola (53% contra 47%), mas menos finalizações (seis contra nove).     Eder Luis foi perigoso no primeiro tempo e sentiu lesão no início do segundo (Foto: Agência Estado)     Times se alternam nas chances desperdiçadas

Na volta do intervalo, o técnico Cristóvão Borges substituiu Julinho, que teve atuação ruim, por Marcio Careca. E foi forçado a mexer no time logo em seguida, aos cinco minutos, quando Eder Luis sentiu lesão muscular e deu lugar a Bernardo. O Vasco foi ao ataque, mas coube ao Atlético-GO a primeira grande chance. Anselmo aproveitou cochilada da defesa cruz-maltina -  que não teve Dedé, suspenso - e ficou de cara para o gol. Prass saiu do gol e fez ótima defesa.

O Vasco ainda sofreu outro desfalque pelo lado direito. O lateral Fagner deixou o campo após um choque com um adversário e foi substituído por Allan. A partida ficou movimentada, com boas oportunidades para os dois lados. Para azar da torcida, Juninho não esteve num bom dia nas cobranças de falta. Com a bola rolando, Elton e Diego Souza estiveram perto de marcar por duas vezes, uma delas após bela jogada de Bernardo.

O Atlético-GO soube explorar os espaços deixados pelo adversário e conseguiu bons contra-ataques, na maioria das vezes com Juninho, pela direita. Ele perdeu boa chance, mas a melhor delas esteve no pé de Anselmo, que aproveitou um rebote dentro da área e soltou a bomba, mas foi travado por Victor Ramos.                  

veja também