MENU

Vasco vai demitir funcionário que usou extintor contra a torcida

Vasco vai demitir funcionário que usou extintor contra a torcida

Atualizado: Quarta-feira, 28 Setembro de 2011 as 4:05

A reunião entre o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, e membros de sua diretoria para discutir o caso da pessoa que disparou um extintor contra torcedores que protestavam na entrada do clube vai ocorrer dentro de algumas horas em São Januário. No entanto, a principal decisão já foi tomada. O autor da polêmica foi identificado, é funcionário do clube e a sua demissão já foi decidida, segundo o vice de patrimônio do clube, Fred Lopes. Ele deverá ser comunicado ainda nesta quarta-feira.

- Já identificamos o funcionário do clube e ele será demitido. Coisas deste tipo não podem acontecer em lugar nenhum. Não vou nem entrar no mérito do porquê ele tomou a decisão ou se tem alguma justificativa. Uma atitude como a que ele tomou não cabe conversa, desculpa ou argumentação - afirmou o dirigente, que espera que a decisão sirva de exemplo para os outros funcionários do clube.

Funcionário tenta conter manifesto de torcedores com extintor (Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo)

  Se não fizermos isso, os outros funcionários vão passar a nutrir um sentimento de impunidade e vão achar que terão liberdade para fazer o que quiserem. Vão achar que estão em casa e aqui não é assim. Fazemos parte de um clube que trata o seu torcedor com respeito - explicou.

Apesar de Fred Lopes garantir se tratar de um funcionário do Vasco, duas fontes ligadas ao clube garantem que ele não tem qualquer vínculo com a instituição. Ele faria parte da equipe de segurança pessoal do presidente Roberto Dinamite. Não seria nem sócio, nem funcionário do Vasco. Quando questionado sobre o assunto, na noite da última terça-feira, Dinamite não confirmou e nem negou a informação e disse apenas que iria apurar o ocorrido.

A confusão aconteceu momentos depois do término da venda de ingressos para a partida entre Vasco e Corinthians, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), em São Januário. Um grupo de torcedores iniciou um protesto em frente à portaria principal do clube, exibindo notas de R$ 50 e R$ 100. Foram vendidos 15.122 ingressos na terça-feira.        

veja também