MENU

Verdão e Vitória recomeçam ano atrás de Libertadores

Verdão e Vitória recomeçam ano atrás de Libertadores

Atualizado: Quarta-feira, 11 Agosto de 2010 as 8:26

É um recomeço para as duas equipes, depois de um fracasso na Copa do Brasil. É uma nova chance para se conquistar uma vaga na badalada Taça Libertadores, competição que atrai patrocinadores aos clubes e mexe com os torcedores. A partir das 21h50m desta quarta-feira, no Barradão, Vitória e Palmeiras começam as disputas da Copa Sul-Americana, que tem caráter eliminatório desde a primeira fase. Em posições de intermediária para preocupante no Campeonato Brasileiro, as duas equipes dão uma pausa na competição nacional para voltarem seus olhares a um torneio de tiro curto.

Para o lado palmeirense, a Copa Sul-Americana é vista como a salvação para um ano sem grandes pretensões no Nacional. Ainda se adaptando ao estilo de Luiz Felipe Scolari, no clube há quase um mês, o Alviverde já avisou que o objetivo no Brasileirão não passa perto do título, mas sim de uma vaga na competição continental. Sem vencer há cinco partidas, desde que o treinador assumiu o time, o elenco começa a ser pressionado. E vê no novo torneio a chance de reiniciar o ano de uma maneira melhor.

- É como começar do zero mesmo. Temos dois jogos com o Vitória para passarmos de fase. Serão partidas difíceis, pois não é fácil jogar em Salvador, onde as equipes têm sofrido quando vão lá. Temos de ir com a cabeça tranquila porque, mesmo que não façamos uma boa partida, ainda teremos o jogo de volta - comentou o goleiro Deola.

Pelo lado do Vitória, a ressaca por causa da perda do título da Copa do Brasil para o Santos ainda é sentida. Tanto que o clube resolveu trocar de treinador poucos dias após o vice - dispensou Ricardo Silva e contratou Toninho Cecílio, que estava no Grêmio Prudente. Porém, o segundo lugar no torneio nacional trouxe algo bom ao Leão. Afinal, o time acabou de se sair bem em uma competição nos mesmos moldes da Sul-Americana e aprendeu a jogar esse tipo de torneio.

- A Sul-Americana é uma boa competição para nós. É de tiro curto, assim como a Copa do Brasil. O Vitória joga bem em competições de mata-mata. Podemos focar em cima disso para buscar a Libertadores – disse o experiente meia Ramon.

Vitória de técnico novo

Em seu primeiro jogo no comando do Vitória, Toninho Cecílio não vai mexer muito na estrutura da equipe. As únicas duas mudanças certas serão por conta de lesões. Viáfara, com luxação no dedo, e Nino, com problema no tornozelo, estão fora do duelo. Lee e Eduardo entram no time.

Além dos dois, o treinador demonstrou ter mais duas dúvidas. No meio, Bida e Renato disputam uma vaga. O mesmo acontece com Schewnck e Junior no ataque. Um dos dois atuará ao lado de Elkeson.

- Minha meta é dar resultado. Vou botar um time ofensivo. Vou aproveitar o que ele (Ricardo Silva) fez de bom, mas, contra o Palmeiras, o time já vai ter meu dedo – disse Toninho ao jornal “A Tarde”.

Palmeiras desfalcado

O Palmeiras terá desfalques importantes para a estreia na Copa Sul-Americana, contra o Vitória. Sem poder contar com Marcos, que ainda sente dores no joelho esquerdo, a equipe apostará novamente em Deola para a meta. No meio-campo Lincoln, lesinoado, deve dar lugar a Rivaldo, recém-contratado pelo clube.

Além deles, Felipão também não poderá contar com o atacante Kleber, que cumpre suspensão por ter sido expulso na partida contra o São Paulo, pelas quartas de final da Libertadores, quando ainda defendia o Cruzeiro. Luan deve formar o ataque ao lado de Ewerthon.

Valdivia, que será apresentado oficialmente na quinta-feira pelo Palmeiras só deve atuar na competição se a equipe avançar à segunda fase. Enquanto isso, Luiz Felipe Scolari inscreveu o atacante Max, que estava encostado no clube, para guardar a vaga para o chileno.

- É uma competição curta, são jogos de mata-mata e tem de começar engrenado desde o início. O jogo mais importante será fora e temos de estar focados nisso. É um torneio que dá vaga à Libertadores e vamos atrás disso – comentou Ewerthon.

veja também