MENU

Vettel voa na China, arrasa rivais e faz sua terceira pole na temporada 2011

Vettel voa na China, arrasa rivais e faz sua terceira pole na temporada 2011

Atualizado: Sábado, 16 Abril de 2011 as 8:12

Por GLOBOESPORTE.COM Xangai, China

  O domínio anunciado nos três treinos livres para o GP da China foi confirmado com muita folga na sessão classificatória disputada neste sábado em Xangai. Quase sem fazer força, Sebastian Vettel voou no circuito, marcou o incrível tempo de 1m33s706 e assegurou sua terceira pole na temporada 2011 da Fórmula 1. O alemão da RBR confirmou a supremacia da equipe austríaca e colocou 715 milésimos de vantagem sobre Jenson Button, da McLaren, o segundo. Lewis Hamilton, companheiro do inglês, completou a lista dos três primeiros colocados no grid de largada.

Felipe Massa foi mais uma vez o melhor brasileiro do treino classificatório. O brasileiro marcou o sexto tempo, apenas uma posição e 26 milésimos atrás de Fernando Alonso, seu companheiro na Ferrari. Ele e o espanhol, aliás, estiveram no meio de uma polêmica no fim de semana. Tudo porque apenas o bicampeão do mundo recebeu uma nova asa dianteira desenvolvida às pressas pela equipe italiana. Entretanto, a peça não mostrou tanta eficiência assim na pista e Alonso sequer a usou na sessão decisiva.

A dupla da Ferrari ficou atrás do alemão Nico Rosberg, da Mercedes, que superou o companheiro Michael Schumacher com boa folga e vai largar na quarta posição neste domingo. A Rede Globo transmite o GP da China ao vivo na madrugada deste domingo, às 4h (de Brasília). O GLOBOESPORTE.COM acompanha todas as 56 voltas em Tempo Real com vídeos.

Pole pela terceira vez no ano, Vettel comemora a conquista ao lado do chefe Christian Horner (Foto: Reuters)   Rubens Barrichello, da Williams, não passou mais uma vez da segunda parte do treino classificatório e sai apenas em 15º pela segunda corrida seguida. Após sair do carro, o brasileiro reclamou do comportamento de Adrian Sutil, da Force India, nos últimos minutos do Q2. Ele acusou o alemão de ter atrapalhado seus rivais de forma deliberada no momento decisivo.

Além da terceira pole em três provas na temporada 2011 e da quarta seguida, Vettel chegou a um número importante em Xangai. É a 18ª vez que o alemão larga em primeiro em uma corrida na Fórmula 1, empatando com Hamilton no ranking. Entre os pilotos que estão em atividade, o piloto da RBR só é superado por Michael Schumacher e Fernando Alonso. De quebra, ele ainda viu o companheiro Mark Webber ter problemas no início do treino e conseguir apenas o 18º tempo.

Sem Kers, Webber é eliminado no Q1 e reclama da equipe

O domínio de Vettel na temporada 2011 não eestá fazendo bem a Mark Webber, companheiro do alemão na RBR. Com um desempenho ruim nas duas primeiras corridas da temporada e com vários problemas no Kers, o australiano sofreu no treino classificatório para o GP da China. Ele entrou tarde na pista na primeira parte do treino (Q1) e ficou sempre muito longe dos primeiros.

Webber entrou na pista no fim do Q1 ainda com os pneus duros e marcou 1m36s468 em sua melhor volta. Em 15º, o australiano ficou aguardando os últimos segundos para saber se avançaria, mas Pastor Maldonado, da Williams, e Michael Schumacher, da Mercedes, melhoraram suas marcas e desbancaram o australiano, que voltou aos boxes reclamando muito da equipe. Ele se queixou do time austríaco, que não colocou os pneus macios em seu carro no Q1.

Problema com carro de Petrov tumultua parte final do Q2

O fim da segunda parte do treino classificatório (Q2) acabou marcada por um inusitado problema com o russo Vitaly Petrov. O piloto da Renault-Lotus completou sua volta rápida, marcou o quarto tempo do trecho, mas o câmbio de seu carro começou a apresentar problemas no contorno da primeira curva. Ele acabou travando no meio da pista, em posição perigosa, provocando a interrupção do treino com a bandeira vermelha, a 2m02s do fim do tempo regulamentar.

O Q2 ficou paralisado durante nove minutos e a maioria dos pilotos foi rapidamente para a pista. Além de Petrov, apenas outros seis carros resolveram não marcar tempo. A volta de saída dos boxes foi uma verdadeira simulação de corrida: Felipe Massa e Sergio Pérez, da Sauber, chegaram a tocar rodas enquanto o brasileiro tentava a ultrapassagem no miolo do circuito. Poucos acabaram conseguindo melhorar o tempo nestes últimos dois minutos do Q2.

Confira o grid de largada para o GP da China:

1 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - 1m33s706

2 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - 1m34s421

3 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - 1m34s463

4 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - 1m34s670

5 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - 1m35s119

6 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1m35s145

7 - Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) - 1m36s158

8 - Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) - 1m36s190

9 - Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) - 1m36s203

10 - Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) - sem tempo

Eliminados na segunda parte do treino classificatório:

11 - Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) - 1m35s874

12 - Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) - 1m36s053

13 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - 1m36s236

14 - Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - 1m36s457

15 - Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) - 1m36s465

16 - Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) - 1m36s611

17 - Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) - 1m36s956

Eliminados na primeira parte do treino classificatório:

18 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - 1m36s468

19 - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) - 1m37s894

20 - Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) - 1m38s318

22 - Jerome D'Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) - 1m39s119

21 - Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) - 1m39s708

23 - Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) - 1m40s212

24 - Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) - 1m40s445

veja também