MENU

Wanderlei Silva responde provocação de Sonnen: 'Coisa de bunda mole'

Wanderlei Silva responde Sonnen: 'Coisa de bunda mole'

Atualizado: Sexta-feira, 27 Abril de 2012 as 4:05

Wanderlei Silva não é do tipo que leva desaforo para casa. Muito menos quando o desaforado é ninguém menos que Chael Sonnen. Ao ficar sabendo que o americano o chamou de ''inválido'', em entrevista ao SPORTV.COM, o peso-médio brasileiro tratou de dizer que o falastrão só tem coragem de provocá-lo de longe e classificou Sonnen como um ''bunda mole''.

- Não tenho nada para dizer a ele. O meu ibope ele não tem. O que ele fala eu deixo para lá, não me interessa. Se ele quiser falar olho no olho, pode vir. Desse jeito, de longe, é coisa de bunda mole. Só ''cagão'' fala de longe - respondeu Wanderlei Silva, em entrevista ao site da ''Tatame''.

Ainda sobre o falastrão, Wanderlei afirmou duvidar da coragem de Chael Sonnen, garantido que, frente a frente, o americano não o chamaria de inválido.

- Nunca. Se ele falar vai embora com a orelha vermelha, ardendo - garantiu o lutador.

Wanderlei também se mostrou irritado com a postura de Sonnen diante do brasileiro Anderson Silva. Para o ''Cachorro Louco'', o campeão dos pesos-médios não pode entrar no jogo do seu próximo rival.

- Isso deixou de ser marketing faz tempo. O Anderson é um cara super respeitoso, não podemos nos rebaixar ao nível do Sonnen. O Anderson está certo em se manter no seu patamar, que é o de campeão absoluto - afirmou Wanderlei.

O duelo entre o campeão dos pesos-médios Anderson Silva e Sonnen será no UFC 148, dia 7 de julho, em Las Vegas. O brasileiro não luta desde agosto do ano passado, quando derrotou o japonês Yushin Okami na primeira edição do UFC Rio. Sonnen, por sua vez, ganhou o direito de disputar novamente o cinturão em janeiro deste ano, quando venceu o inglês Michael Bisping.

Já Wanderlei Silva encara Vitor Belfort em um evento realizado no Brasil no dia 23 de junho. Os dois lutadores são treinadores do reality show The Ultimate Fighter Brasil - Em Busca de Campeões. A luta deste ano dá a Wanderlei a chance de se vingar da derrota sofrida em 1998, no primeiro UFC Brasil, disputado em São Paulo, quando o "Cachorro Louco" foi nocauteado por Belfort em apenas 44 segundos, com uma das sequências de golpes mais impressionantes de todos os tempos.

veja também